De Profundis e Oscar Wilde: a pessoa, o escritor e o inscritor na autoria e o texto como gestão do contexto (Kelen Rodrigues)

Revista de Estudos da Linguagem, UFMG, vol. 24, n. 2, 2016.

De Profundis - Oscar Wilde | Simple sayings, Favorite words, Words

Resumo: A concepção de autoria assumida fundamenta-se na proposta de Dominique Maingueneau (2006) porque ela permite mostrar a autoria como um funcionamento entrelaçado de instâncias autorias. O que está no texto de um autor, neste caso, em Oscar Wilde, diz respeito à pessoa de Wilde, tem relação com sua função de escritor no campo literário a partir de um determinado posicionamento e, ainda, diz respeito ao trabalho enunciativo de um inscritor. O objetivo é apresentar com certa exaustividade essas instâncias em funcionamento na epístola De Profundis e como, por meio de embreantes que se constituem no/pelo texto, validar o postulado do texto literário como gestão do contexto de sua produção.

Palavras-chave: funcionamento da autoria; correspondência; análise do discurso literário; Oscar Wilde.

Abstract: This paper is based on the conception of authorship proposed by Dominique Maingueneau (2006). This concept allows us to show the authorship as an interlaced operation of discursive instances. I will seek to show how productive is conceive the authorship based on the functioning of three discursives instances –, named by the author as a person, the writer and the inscritor – in the epistle De Profundis by Oscar Wilde. This epistle is a letter wrote by Wilde to Lord Douglas, his lover, during the time Wilde was in prison, sentenced of gross indecency crime. The aim here is to present these discursive instances operating in De Profundis epistle, and how through shifters that are constructed in / by the text, so as to validate the postulate of the literary text as the managing context of their production.

Keywords: Functioning of Authorship; Letters; Literary Discourse Analysis; Oscar Wilde.

Keywords

Functioning of Authorship; Letters; Literary Discourse Analysis; Oscar Wilde.

Full Text:

PDF (PORTUGUÊS (BRASIL))

References

HOLLAND, M. Introduction. In: WILDE, O. The complete letters of Oscar Wilde. London: Fourth Estate, 2000. 1270 p. Doi: http://dx.doi.org/10.1215/9780822380382-001

HOLLAND, M. Introduction. In: WILDE, O. Complete works of Oscar Wilde. London: Collins, 2003[1994].

HOLLAND, V. Introduction. In: WILDE, O. Complete works of Oscar Wilde. London: Collins, 2003[1966]. Doi: http://dx.doi.org/10.4324/9780203464441_introduction

MAINGUENEAU, D. Discurso literário. São Paulo: Contexto, 2006.

RODRIGUES, K. C. Cenografia, ethos e autoria: uma abordagem discursiva do romance The Picture of Dorian Gray de Oscar Wilde. 2009. Dissertação (Mestrado em Linguística) – Universidade Federal de Uberlândia, Uberlândia, 2009.

WILDE, O. De Profundis: epistola in carcere et vinculis. New York: Modern Library, 2000. 136 p.

WILDE, O. De Profundis: epistola in carcere et vinculis. In:______. Obra completa. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2007.

WILDE, O. De Profundis: epistola in carcere et vinculis. In:______. Complete Works of Oscar Wilde. London: Collins, 2003.

WILDE, O. O retrato de Dorian Gray. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2002. 251p.

WILDE, O. O retrato de Dorian Gray. Ed. bilíngue. São Paulo: Landmark, 2009. 224p.

WILDE, O. The picture of Dorian Gray. London: Penguin Books, 2003. 304p.

WILDE, O. The complete letters of Oscar Wilde. London: Fourth Estate, 2000. 1270p.

DOI: http://dx.doi.org/10.17851/2237-2083.24.2.548-579

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s