“Religião, política e o barbarismo da razão” – John GRAY

O que doutrinas políticas que rejeitam as crenças religiosas podem ter em comum com a religião de maneira geral? Para o filósofo político John Gray, a ideia de salvação oferecida pelo marxismo e pelo liberalismo, por exemplo, foi herdada do pensamento monoteísta. O pensador inglês destaca a importância de se manter o que ele acredita ser um aspecto construtivo da religião: a proximidade com a dúvida.

John Gray é conhecido por suas críticas ao humanismo e ao pensamento utópico, e publicou dezenas de livros, traduzidos para mais de 30 idiomas. Professor emérito da Escola de Economia e Ciência Política de Londres, ele ganhou notoriedade com a obra Cachorros de Palha. Gray foi conferencista do Fronteiras do Pensamento em 2015.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s