“Esteja em Paz” – CHUANG TZU

Chuang-Tzu é tanto um cético quanto um místico. A dicotomia radical entre aparência e realidade, que é central no budismo, está ausente, bem como a tentativa de transcender as ilusões da existência diária. Chuang-Tzu vê a vida humana como um sonho, mas não busca despertar dele. Numa passagem famosa, ele escreve sobre sonhar que era uma borboleta e não saber, ao acordar, se era um ser humano que sonhou ser uma borboleta ou uma borboleta sonhando que era um ser humano.

John Gray, Cachorros de Palha

Chuang Tzu (369 – 286 a.C.), foi um influente filósofo e um dos fundadores do taoísmo na China do século IV a.C., um período correspondente ao cume da filosofia chinesa, o período das cem escolas de pensamento.

Chuang Tzu se opôs firmemente aos valores confucionistas de ordem, controle e hierarquia, acreditando que o estado perfeito era aquele em que apenas a natureza primordial governa a realidade.

Assim, Chuang Tzu oferece um olhar intrigante e profundo sobre a consciência humana.

“Flua com o que quer que aconteça e deixe sua mente ser livre: mantenha-se centrado, aceitando tudo o que estiver fazendo. Este é o máximo.”

Chuang Tzu

“Esqueça os anos, esqueça as distinções. Salte para o infinito e faça dele a sua casa!”

Chuang Tzu

“Quando a lagarta pensou que o mundo havia acabado, ela se tornou uma borboleta.”

Chuang Tzu

Saiba mais em: http://chines-classico.blogspot.com/2…

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s