“Melancolia, uma constante ocidental?” – Luiz Costa Lima

Primeira parte: esboço de uma história multissecular A intuição ordinária declara: porque não somos bastante espertos, costuma haver um descompasso entre o tempo em que deveria realizar-se uma certa experiência e seu efetivo cumprimento. Dito de maneira mais precisa: o mecanismo da vida humana costuma supor o desacerto entre a meta e o tempo de… Continue lendo “Melancolia, uma constante ocidental?” – Luiz Costa Lima

La muerte en Cioran: un enfoque desde la tanatología – Javier Jaimes Cienfuegos | UAEMex 🇲🇽

La muerte plantea un problema que sustituye a todos los demás. ¿Hay algo más funesto para la filosofía, para esa ingenua creencia en la jerarquía de las perplejidades?Silogismos de la amargura https://www.youtube.com/watch?v=57jdceTyqp4&t=1031s Javier Jaimes Cienfuegos es Doctor en Humanidades, Maestro en terapia cognitivo conductual y Maestro en Humanidades: Filosofía Contemporánea. Licenciado en Neuropsicología y en… Continue lendo La muerte en Cioran: un enfoque desde la tanatología – Javier Jaimes Cienfuegos | UAEMex ðŸ‡²ðŸ‡½

“A lição da nostalgia: a invenção de uma doença” – Jean STAROBINSKI

A história dos sentimentos e das “mentalidades” levanta uma questão de método, que tem a ver com a relação entre os sentimentos e a linguagem. Os sentimentos cuja história queremos retraçar só nos são acessíveis a partir do momento em que se manifestaram, verbalmente ou por qualquer outro meio expressivo. Para o crítico, para o… Continue lendo “A lição da nostalgia: a invenção de uma doença” – Jean STAROBINSKI

Ins̫nia РMario Eduardo Costa Pereira

https://www.youtube.com/watch?v=0Qkox1DHH4c Dormir aparece nos dicionários como o ato de estar entregue ao sono, de permanecer num estado de repouso, de suspensão da atividade motora e perceptiva. Mas será que esta definição ainda se aplica ao nosso sono contemporâneo? Estamos conseguindo nos entregar plenamente ao ato de dormir? A insônia pode ser um retrato do nosso… Continue lendo Insônia – Mario Eduardo Costa Pereira

“Les twitts d’Emil Michel Cioran” (Jean-Marie André)

HEGEL - HEpato-GastroEntérologie Libérale, 2015/4 (N° 4), January 2015, INIST-CNRS, pages 321 à 328. Cioran, la passion de l’absolu dans une âme sceptique… Jean Depotte Emil Michel Cioran naît en 1911 à Rasinari, village de Transylvanie qui deviendra la Roumanie, d’un père pope orthodoxe et d’une mère athée. Il évoque sans cesse le paradis de… Continue lendo “Les twitts d’Emil Michel Cioran” (Jean-Marie André)