“Paleontologia”, de Cioran: uma meditação ascética sobre a carne e o esqueleto – Rodrigo Menezes

Paléontologie [Paleontologia] é um importante texto no conjunto da obra de Cioran, tanto pelo recorte temático quanto por sua peculiaridade estilística. O ensaio faz parte de Le mauvais démiurge (1969), o sexto livro escrito pelo pensador romeno em língua francesa (ainda inédito em língua portuguesa). Le mauvais démiurge é o quarto livro consecutivo de Cioran… Continue lendo “Paleontologia”, de Cioran: uma meditação ascética sobre a carne e o esqueleto – Rodrigo Menezes

A diferença entre místicos e santos – CIORAN

A diferença entre místicos e santos. Os primeiros se limitam à visão interior; os últimos a realizam na prática. A santidade extrai as consequências da mística, especialmente as éticas. Um santo é um místico; um místico pode não ser um santo. A caridade não é necessariamente um atributo do místico; Sem ela, por outro lado,… Continue lendo A diferença entre místicos e santos – CIORAN

“À margem de um poema de Verlaine” – CIORAN

Um poema de Verlaine equivale à harmonia melódica de uma sinfonia executada sob um céu azul; transporta-nos para além da fuga fragmentária e banal da vida; dá-nos a impressão de viajar rodeados de asas de anjo… É profundamente irracional; transporta-nos, aguçando nossa sensibilidade, para além da categoria do espaço concreto, palpável e apreensível; sua ondulação,… Continue lendo “À margem de um poema de Verlaine” – CIORAN

« Paléontologie », de Le Mauvais Démiurge (1969): leitura comentada – Rodrigo Menezes

Live tertúlia no YouTube sobre um importantíssimo ensaio deste livro ainda inédito em língua portuguesa, Le mauvais démiurge (1969). Data: 27/11/2021Horário: 19h00 (BRA) O Caderno de Talamanca, escrito em 1966 durante uma temporada de férias na Espanha, antecipa algumas das ideias de Le mauvais démiurge e, particularmente, de "Paleontologia": "Redenção: pelo conhecimento, pela ultrapassagem do… Continue lendo « Paléontologie », de Le Mauvais Démiurge (1969): leitura comentada – Rodrigo Menezes

“De Vaugelas a Heidegger” – CIORAN

Eu só comecei a me interessar realmente por Heidegger por volta de 1930, quando era estudante na Universidade de Bucareste. Sein und Zeit e especialmente Was ist Metaphysik foram os textos que me atraíram. Dois acontecimentos, um menor, o outro maior, acalmaram minha excitação. Na época, eu havia publicado um artigo sobre Rodin em um… Continue lendo “De Vaugelas a Heidegger” – CIORAN

„Solo mediante el corazón sabemos que algo cambia”. En diálogo con Simona Constantinovici sobre Dicționarul de termeni cioranieni

Espacio M. Liliana Herrera A. 🇨🇴

Entrevista conducida en rumano, por Miguel Angel Gómez Mendoza (UTP), en el ámbito del Coloquio Internacional Liliana Herrera en torno a Cioran (15/10/2021). Versión portuguesa. Versión rumana.

Simona Constantinovici (1968-) es escritora y profesora de lexicología, lexicografía poética, estilística, semántica interpretativa y escritura creativa en la Facultad de Artes, Historia y Teología de la Universitatea de Vest din Timișoara. Es autora de 15 libros. Sus poemas y cuentos se han publicado en diversas antologías y colecciones literarias, en Rumanía y otros países. Ha ganado premios literarios por su variada producción literaria.

Miguel Angel Gómez Mendoza hizo sus estudios de pregrado en Filosofía e Historia en la Universidad “Babeș-Bolyai” de Cluj-Napoca, Rumania; tiene maestría en Estudios Ibéricos e Iberoamericanos por la Universidad “Michel de Montaigne” de Bordeaux, Francia (Diploma Superior de Investigación DSR), doctorado en Historia con énfasis en educación por la Universidad Sorbona Nueva-Paris III, y posdoctorado en…

Ver o post original 7.064 mais palavras

Le mauvais d̩miurge, livro in̩dito de Emil Cioran РRodrigo Menezes [PDF]

Apresentação deste importante livro de Cioran ainda inédito em língua portuguesa, tendo como pretexto argumentativo a resenha assinada por Gabriel Marcel, filósofo existencialista cristão e amigo do autor romeno: "Um aliado na contracorrente" (Le Monde, 28 de junho de 1969). Trata-se de uma análise compreensiva do livro, contextualizado no âmbito do conjunto da obra de… Continue lendo Le mauvais démiurge, livro inédito de Emil Cioran – Rodrigo Menezes [PDF]

Más allá de Dios. Comentario a “Contra la imagen” de Emil Cioran – Leobardo Villegas | UAZ 🇲🇽

¿Hacia dónde debo ir? Más allá de Dios, al desierto.Angelus Silesius https://www.youtube.com/watch?v=AWs9RxvOmpc Un extraño escrito de Cioran: Contra la imagen. Se conoce, hasta el momento, solamente su traducción al idioma español. Consta de seis fragmentos en los que se aborda el tema de lo inefable, es decir, aquello que está más allá del lenguaje y… Continue lendo Más allá de Dios. Comentario a “Contra la imagen” de Emil Cioran – Leobardo Villegas | UAZ ðŸ‡²ðŸ‡½

“As duas verdades” – E.M. Cioran

Segundo uma lenda de inspiração gnóstica, travou-se uma luta no céu entre os anjos, na qual os partidários de Miguel venceram os do Dragão. Os anjos que se contentaram, indecisos, em observar, foram relegados a aqui embaixo, afim de fazer a escolha à qual não se tinham resolvido lá em cima, escolha tão mais difícil… Continue lendo “As duas verdades” – E.M. Cioran

“Mihail Eminesco” – E.M. Cioran

Este breve ensaio compõe a primeira versão do Breviário de decomposição (1949), o début literário em língua francesa de Emil (doravante E. M.) Cioran, tendo sido excluído da versão final que ganharia, em 1950, o Prix Rivarol para jovens escritores estrangeiros. A versão inicial do Précis, intitulada Exercices négatifs, foi publicada postumamente, em 2005, numa… Continue lendo “Mihail Eminesco” – E.M. Cioran