“O optativo em romeno e português: uma abordagem comparativa” – Veronica MANOLE

DACOROMANIA, nr. XXI, 3, 2016, p. 226-240. ISSN 1582-4438. (BDI). O objetivo deste trabalho é propor uma análise comparativa dos enunciados optativos em romeno e em português, partindo de três distinções essenciais: i) modo vs. modalidade – tendo em consideração a existência do modo condicional optativo na tradição linguística romena –, ii) modalidade volitiva vs.… Continue lendo “O optativo em romeno e português: uma abordagem comparativa” – Veronica MANOLE

Publicidade

“Los banquetes de la Grecia clásica” – Carlos García GUAL

Fundación Juan March, 21 de septiembre de 2022 https://www.youtube.com/watch?v=7G25oEleKZ0 En esta primera charla del ciclo “Comida y bebida en el mundo antiguo”, el escritor y helenista Carlos García Gual nos traslada a los característicos banquetes de la Grecia clásica a partir de su libro Simposios y Baquetes griegos. Diálogos de amor, vino y literatura. Nos… Continue lendo “Los banquetes de la Grecia clásica” – Carlos García GUAL

“Imagem e conceito: a metáfora da caça na filosofia da renascença” – Luiz Carlos BOMBASSARO

Aurora - Revista de Filosofia, v. 19, n. 24, p. 11-33, jan./jun. 2007 Resumo: O discurso filosófico da Renascença é marcado pelo uso freqüente de uma linguagem simbólica na qual se destacam mitos e metáforas. Visando mostrar a intrínseca relação que se estabelece entre imagem e conceito no pensamento renascentista, este texto indica o sentido… Continue lendo “Imagem e conceito: a metáfora da caça na filosofia da renascença” – Luiz Carlos BOMBASSARO

“¿Qué revelan los manuscritos del Mar Muerto?” – Julio TREBOLLE & Florentino García MARTÍNEZ

Fundación Juan March, 12-21 de mayo de 2005 https://www.youtube.com/watch?v=OfCCfAI4nQ4 Los catedráticos Julio Trebolle y Florentino García Martínez explican los aportes más destacados del descubrimiento de los manuscritos del Mar Muerto. Trebolle pone en relación las identidades judía y cristiana a partir del hallazgo de la comunidad de Qumrán, de cuyos textos se pueden extraer nuevas… Continue lendo “¿Qué revelan los manuscritos del Mar Muerto?” – Julio TREBOLLE & Florentino García MARTÍNEZ

“In Search of a Not-Man”: Nihilism, Antihumanism, and Dark Mysticism. An insightful approach to Cioran – Interview with Ştefan BOLEA

Ştefan Bolea is the author of Internal Conflict in Nineteenth-Century Literature. Reading the Jungian Shadow (Rowman & Littlefield, 2020). He is currently working as a researcher within the Faculty of Letters of the Babeș-Bolyai University of Cluj-Napoca, Romania, and as an editor of the literary magazine Apostrof. He is also the co-founder and editor-in-chief of the cultural e-zine EgoPHobia… Continue lendo “In Search of a Not-Man”: Nihilism, Antihumanism, and Dark Mysticism. An insightful approach to Cioran – Interview with Ştefan BOLEA

“O Diálogo do Pessimismo babilônico: um diálogo filosófico antes dos gregos” – Jacyntho BRANDÃO | UFMG

Aula Inaugural CMAF/UECE (2022/2) https://www.youtube.com/watch?v=7lHlG8c8JLg "SERVO, SERVE-ME!" - 𒀴 𒈪𒄨𒄥𒀭𒉌O DIÁLOGO DO PESSIMISMO Nova tradução de Gleiton LentzRevista (n.t.) Nota do Tradutornº 23, vol. especial (2021-22) O texto: Conhecido na tradição oriental como arad mitanguranni (Servo, serve-me!), “O diálogo do pessimismo” é uma antiga composição literária mesopotâmica, de origem acadiana, reproduzida nas épocas assíria e babilônica. Escrito por… Continue lendo “O Diálogo do Pessimismo babilônico: um diálogo filosófico antes dos gregos” – Jacyntho BRANDÃO | UFMG

Acerca de “El Paraiso Perdido” de John Milton – Joan CURBET

Fundación Juan March, 5 de mayo de 2022 En la segunda conferencia del ciclo John Milton: su vida, su obra, su tiempo, el profesor titular del Departamento de Filología inglesa de la Universitat Autònoma de Barcelona, Joan Curbet, analiza El Paraíso Perdido (1667) de John Milton, haciendo énfasis en la modernidad de la reinterpretación de… Continue lendo Acerca de “El Paraiso Perdido” de John Milton – Joan CURBET

“Los misterios de Eleusis: significado y ritual” – Fernando García ROMERO

Fundación Juan March, 29 de octubre de 2019 Los cultos mistéricos de Eleusis se conocen –por los textos literarios– desde el siglo VII a. C., fecha en la que se ubica el Himno homérico a Deméter, y pervivieron hasta el siglo IV d. C., con la supresión del culto por el emperador Teodosio y la… Continue lendo “Los misterios de Eleusis: significado y ritual” – Fernando García ROMERO

“Mundo como metáfora e as metáforas-mundo” – Hans BLUMENBERG

Uma expressão como "chove" poderia ser vista como a forma originária da determinação mínima, como se pode verificar na fácil metaforização "chovem protestos". Quem é que propriamente chove? Já foi dito que este impessoal descreve a generalidade da situação em que se fixa o fenômeno especial da chuva, do relâmpago e do trovão. Disso derivaria… Continue lendo “Mundo como metáfora e as metáforas-mundo” – Hans BLUMENBERG

“A modernidade: uma nova (era) cultura axial?” – Wolfgang SCHLUCHTER

Política & Sociedade - Revista de Sociologia Política, UFSC, v. 16 n. 36 (2017) Resumo: A proposição de uma era axial, durando aproximadamente entre 800 e 200 a.C. e ocorrendo nas principais civilizações do mundo antigo (China, Índia e Oriente Próximo), independentes umas das outras, foi primeiramente introduzida por Alfred Weber e Karl Jaspers.  Posteriormente ela foi desenvolvida… Continue lendo “A modernidade: uma nova (era) cultura axial?” – Wolfgang SCHLUCHTER