Nietzsche: de una moral ascética a una moral desde la voluntad de poder – María Cristina Bolívar | UTP 🇨🇴

Conferencia realizada en el ámbito del Coloquio Internacional Liliana Herrera en torno a Cioran (14/10/2021). https://youtu.be/YrQDjqMDtz8 Resúmen: ¿Cómo se debe direccionar la acción en términos morales?, ¿cómo se puede determinar cuál es la mejor manera de relacionarse con su entorno? Preguntas que le han arrojado a la filosofía ríos de tinta que intentan arribar en… Continue lendo Nietzsche: de una moral ascética a una moral desde la voluntad de poder – María Cristina Bolívar | UTP ðŸ‡¨ðŸ‡´

La muerte en Cioran: un enfoque desde la tanatología – Javier Jaimes Cienfuegos | UAEMex 🇲🇽

La muerte plantea un problema que sustituye a todos los demás. ¿Hay algo más funesto para la filosofía, para esa ingenua creencia en la jerarquía de las perplejidades?Silogismos de la amargura https://www.youtube.com/watch?v=57jdceTyqp4&t=1031s Javier Jaimes Cienfuegos es Doctor en Humanidades, Maestro en terapia cognitivo conductual y Maestro en Humanidades: Filosofía Contemporánea. Licenciado en Neuropsicología y en… Continue lendo La muerte en Cioran: un enfoque desde la tanatología – Javier Jaimes Cienfuegos | UAEMex ðŸ‡²ðŸ‡½

“As duas verdades” – E.M. Cioran

Segundo uma lenda de inspiração gnóstica, travou-se uma luta no céu entre os anjos, na qual os partidários de Miguel venceram os do Dragão. Os anjos que se contentaram, indecisos, em observar, foram relegados a aqui embaixo, afim de fazer a escolha à qual não se tinham resolvido lá em cima, escolha tão mais difícil… Continue lendo “As duas verdades” – E.M. Cioran

E.M. Cioran, Jonathan Swift e o “grotesco cor-de-rosa”: entrevista com Paolo Vanini 🇮🇹

Paolo Vanini é professor adjunto de história da filosofia na Universidade de Trento, onde também integra um projeto de pesquisa dedicado a Cioran. Atualmente se ocupa da relação entre utopia, ceticismo e humorismo entre o Renascimento e o século XX. Tem publicado artigos sobre autores como Thomas Morus, Erasmo de Rotterdam, Jonathan Swift, Pirandello e… Continue lendo E.M. Cioran, Jonathan Swift e o “grotesco cor-de-rosa”: entrevista com Paolo Vanini ðŸ‡®ðŸ‡¹

“O trágico de repetição” – Clément ROSSET

Uma análise sumária do trágico de repetição permite precisar um pouco a natureza do silêncio trágico e de sua inaptidão à interpretação. Marx, parafraseando Hegel, diz que os eventos históricos se produzem sempre duas vezes, a primeira de modo trágico, a segunda (repetição) de modo cômico (O dezoito brumário). É certo que a repetição possui… Continue lendo “O trágico de repetição” – Clément ROSSET

A Repetição – Søren Aabye KIERKEGAARD

"O amor da recordação é o único feliz, disse um autor!" Nisso tem também inteira razão, se nos recordarmos de que primeiro faz um homem infeliz. O amor da repetição é na verdade o único feliz. Tal como o da recordação, não tem a inquietação da esperança, não tem a alarmante aventura da descoberta, mas… Continue lendo A Repetição – Søren Aabye KIERKEGAARD

“A preocupação com a decência” – E. M. Cioran

Sob o aguilhão da dor, a carne desperta; matéria lúcida e lírica, canta sua dissolução. Enquanto era indiscernível da natureza, repousava no esquecimento dos elementos: o eu ainda não havia se apoderado dela. A matéria que sofre emancipa-se da gravitação, não é mais solidária do resto do universo, isola-se do conjunto adormecido; pois a dor,… Continue lendo “A preocupação com a decência” – E. M. Cioran

“Self-Reliance or Mere Gnosticism” – Harold BLOOM

https://www.youtube.com/watch?v=b04zs6QHuWM I am to invite men drenched in Time to recover themselves and come out of time, and taste their native immortal air.– RALPH WALDO EMERSON https://www.youtube.com/watch?v=PLPazL-wcwM&t=4s If you seek yourself outside yourself, then you will encounter disaster, whether erotic or ideological. That must be why Ralph Waldo Emerson, in his  central  essay,  “Self-Reliance”  (1840),… Continue lendo “Self-Reliance or Mere Gnosticism” – Harold BLOOM

“Pesquisador americano analisa doutrina ideológica que une ‘gurus’ de governos do Brasil, EUA e Rússia” – Ciro Barros

A Pública, 29 de junho de 2020 Segundo Benjamin Teitelbaum, da Universidade do Colorado, Olavo de Carvalho, no Brasil, Aleksandr Dugin, na Rússia, e Steve Bannon, nos EUA, são adeptos do tradicionalismo, “a completa rejeição política, ideológica e espiritual do status quo” Há um paralelo a ser feito entre os governos de Rússia, Estados Unidos… Continue lendo “Pesquisador americano analisa doutrina ideológica que une ‘gurus’ de governos do Brasil, EUA e Rússia” – Ciro Barros

“Providência pessoal” – Friedrich NIETZSCHE

Providência pessoal. — Existe, na vida, um certo ponto alto: ao atingi-lo corremos novamente, com toda a nossa liberdade, e por mais que tenhamos negado ao belo caos da existência toda razão boa e solícita, o grande perigo da servidão espiritual, e temos ainda a nossa mais dura prova a prestar. Pois é então que… Continue lendo “Providência pessoal” – Friedrich NIETZSCHE