O neopragmatismo de Rorty – InĂȘs Lacerda ARAÚJO

"Para Rorty, a linguagem Ă© contingente. Apenas as linguagens podem ser verdadeiras, e elas sĂŁo obra nossa; ao formular frases verdadeiras, fabricamos verdades. A linguagem nĂŁo expressa entidades nĂŁo-lingĂŒĂ­sticas, nem representa fatos. Rorty diz “deixar de lado a idĂ©ia de linguagens como representaçÔes e ser profundamente wittgensteiniano em nossa abordagem da linguagem seria desdivinizar o… Continue lendo O neopragmatismo de Rorty – InĂȘs Lacerda ARAÚJO

TĂ©dio como vazio de significado pessoal – Lars SVENDSEN

Beckett escolheu a distorção, isto Ă©, a arte. A antĂ­tese que ele propĂ”e entre isolamento honesto e sociabilidade desonesta e a inevitĂĄvel falta de comunicação que resulta de ambas pode servir como definição de toda a sua obra. Como ele tambĂ©m diz: "Estamos sĂłs. NĂŁo podemos conhecer e nĂŁo podemos ser conhecidos." Todo gesto extrovertido… Continue lendo TĂ©dio como vazio de significado pessoal – Lars SVENDSEN

“O excesso enquanto instĂąncia ontolĂłgica: um estudo sobre as formas de despesa em Georges Bataille” – BĂĄrbara de Barros FONSECA

Monografia apresentada ao Departamento de Filosofia da Universidade de BrasĂ­lia como requisito parcial para obtenção de tĂ­tulo de bacharel e licenciatura em filosofia, 2013. Orientador: Prof. Dr. Herivelto Pereira de Souza. Resumo: Esta pesquisa de monografia pretende mostrar a importĂąncia ontolĂłgica do excesso ao longo da obra de Georges Bataille. Para isso, serĂĄ seguido um… Continue lendo “O excesso enquanto instĂąncia ontolĂłgica: um estudo sobre as formas de despesa em Georges Bataille” – BĂĄrbara de Barros FONSECA

Cioran: Trapista Negativo, ou a Desforra da Criatura Inconformada

https://youtu.be/XNwx4jU1DBE Portal E.M. Cioran Brasil: 1 ano de (in)existĂȘncia no YouTube... Mas, ironicamente, o vĂ­deo mais visto nĂŁo Ă© sobre Cioran e nĂŁo tem nada a ver com ele, diretamente. Die Grosse Stille (2005), de Philip Gröning, Ă© um primoroso documentĂĄrio alemĂŁo, de 3h de duração, quase todo em silĂȘncio, que retrata a rotina do… Continue lendo Cioran: Trapista Negativo, ou a Desforra da Criatura Inconformada

ConfissĂŁo resumida / Relendo… (E.M. Cioran)

Os dois Ășltimos textos de ExercĂ­cios de admiração (1986) nĂŁo sĂŁo - Ă  diferença dos demais - retratos ou perfis literĂĄrios de figuras presentes ou passadas que Cioran admirava.