“O experimentalismo contra os idealismos nos escritos intermediários de Nietzsche” – Jelson Roberto de OLIVEIRA

Princípios, UFRN, v. 16, n. 26, jul/dez 2009, p. 149-166 Resumo: Pretende-se nesse artigo demonstrar como o chamado experimentalismo se apresenta, nas obras do segundo período da produção nietzscheana (1878-1882), enquanto estratégia de combate aos “idealismos” (cujo resultado foi um distanciamento daquilo que Nietzsche compreende como vida) presentes na filosofia metafísica. Além disso, intenta-se esclarecer… Continue lendo “O experimentalismo contra os idealismos nos escritos intermediários de Nietzsche” – Jelson Roberto de OLIVEIRA

Sobre saúde e doença na Gaia Ciência (prólogo) – NIETZSCHE

1. Talvez não baste somente um prólogo para este livro; e, afinal, restaria sempre a dúvida de que alguém que não tenha vivido algo semelhante possa familiarizar-se com a vivência deste livro mediante prólogos. Ele parece escrito na linguagem do vento que dissolve a neve: nele há petulância, inquietude, contradição, atmosfera de abril, de maneira… Continue lendo Sobre saúde e doença na Gaia Ciência (prólogo) – NIETZSCHE

“Sobre a morte” – CIORAN

Certos problemas, uma vez aprofundados, isolam-nos na vida, esvaziam-nos de tudo: então não temos mais nada a perder ou a ganhar. A aventura espiritual ou a projeção indefinida em direção às formas múltiplas da vida, a tentação de uma realidade inacessível não são mais do que simples manifestações de uma sensibilidade exuberante, privada da seriedade… Continue lendo “Sobre a morte” – CIORAN

Coletânea “Literatura & Suicídio” – FECILCAM (2020)

Organizadores: por Willian André, Lara Luiza Oliveira Amaral e Gabriel Pinezi (Campo Mourão, FECILCAM, 2020). [PDF] Caro leitor, O presente e-book dá continuidade a uma série de iniciativas que temos fomentado com o intuito de consolidar os estudos brasileiros sobre o suicídio na literatura. Tanto no Brasil quanto em outros países, sempre foram realizadas pesquisas… Continue lendo Coletânea “Literatura & Suicídio” – FECILCAM (2020)

Nietzsche’s case against alcohol | BiøGenesis

Algo que talvez distinga os asiáticos, em relação aos europeus, é o fato de serem capazes de uma mais prolongada e mais profunda calma do que estes; mesmo os seus narcóticos agem lentamente e exigem paciência, ao contrário da repulsiva rapidez do veneno europeu, o álcool.NIETZSCHE https://www.youtube.com/watch?v=2yKvlcKeXYw

Schopenhauer, el pecado original y el pelagianismo de los filósofos | Parerga y Paralipomena

Todo presunto proceder sin supuestos en la filosofía es una fanfarronada: pues siempre hay que tomar algo como dado para partir de ello. Esto es, en concreto, lo que significa el δόϛ μοι ποῦ στῶ1 que constituye la condición indispensable de toda actividad humana, también del filosofar; porque en lo intelectual no podemos flotar en… Continue lendo Schopenhauer, el pecado original y el pelagianismo de los filósofos | Parerga y Paralipomena

“Um exílio melancólico: Cioran, Pessoa e a nostalgia” – Paolo VANINI | Università di Trento 🇮🇹

https://www.youtube.com/watch?v=e_sMR4V46xM Texto apresentado no âmbito do Colóquio Internacional Liliana Herrera em torno de Cioran (15/10/2021). Um exílio melancólico: Cioran, Pessoa e a nostalgia[1], de Paolo Vanini[2] Resumo: Este artigo visa investigar a relação entre nostalgia, solidão e ceticismo no pensamento de Emil Cioran. Em primeiro lugar, examinaremos como os conceitos de Sehnsucht, Saudade e Dor… Continue lendo “Um exílio melancólico: Cioran, Pessoa e a nostalgia” – Paolo VANINI | Università di Trento 🇮🇹

Influência como Dis-Astrum, Melancolia e “Inferno Astral”

Não há fim para a “influência”, palavra que Shakespeare usou em dois sentidos diferentes mas relacionados. Pouco antes da segunda entrada do Espectro, na primeira cena de Hamlet, o erudito Horatio evoca o mundo de Júlio César de Shakespeare, onde: Pouco antes de tombar o poderosíssimo Júlio,As tumbas estavam desabitadas e os cadáveres amortalhadosGuinchavam e… Continue lendo Influência como Dis-Astrum, Melancolia e “Inferno Astral”

Aforismos temáticos: Nietzsche na obra de Cioran

Por ocasião da próxima live tertúlia — Cioran, leitor de Nietzsche — reunimos as ocorrências de Nietzsche na obra de Cioran, desde seus primeiros textos em língua romena até os escritos franceses. Uma visão sinóptica das impressões causadas no autor romeno — ao longo do tempo, livro após livro — pelo filósofo alemão, e das… Continue lendo Aforismos temáticos: Nietzsche na obra de Cioran

“A esperança e o absurdo na obra de Franz Kafka” – Albert CAMUS

O estudo sobre Franz Kafka que publicamos em apêndice foi substituído na primeira edição de O mito de Sísifo pelo capítulo sobre Dostoiévski e o suicídio. Porém foi publicado pela revista L’Arbalète em 1943. Nele se encontrará, em outra perspectiva, a crítica da criação absurda já iniciada nas páginas sobre Dostoiévski. (Nota do editor francês.)… Continue lendo “A esperança e o absurdo na obra de Franz Kafka” – Albert CAMUS