Neoplatonism in Islamic thought – Filip HOLM | Let’s Talk Religion

It's time to talk about a few ways that Neoplatonic ideas have shown up in the history of Islamic thought. https://www.youtube.com/watch?v=VDfJSbPtAEI This video is part of an amazing collaboration with ESOTERICA, Seekers of Unity, Angela's Symposium, The Modern Hermeticist and John Vervaeke. You can find their videos on Neoplatonism below: ESOTERICA: https://youtu.be/ZV5ubPPzT7USeekers of Unity: https://youtu.be/UmkZ383LcW8Angela's… Continue lendo Neoplatonism in Islamic thought – Filip HOLM | Let’s Talk Religion

Publicidade

“Hans Blumenberg e o real lacaniano” – Ricardo Laleff ILIEFF

Fórum Aberto do Programa de Pós-graduação em Filosofia da Unicap (Universidade Católica de Pernambuco). https://www.youtube.com/watch?v=bV3IU8X0b3g Doctor en Ciencias Sociales (UBA), Magíster en Defensa (UNDEF) y Licenciado en Ciencia Política (UBA). Investigador del CONICET en el Instituto de Investigaciones Gino Germani (IIGG). Docente de grado y posgrado en el área de teoría política y social. Miembro… Continue lendo “Hans Blumenberg e o real lacaniano” – Ricardo Laleff ILIEFF

“Amritabindu Upanishad: a gota do néctar da imortalidade” | Corvo Seco

A AmṛtabindÅ«paniá¹£ad é um antigo texto védico contido nos Upanishads. Os Upanishads derivam do mais antigo texto hindu, os Vedas, que formam a base de toda a filosofia do hinduísmo. Através de diálogos entre mestre e discípulo, os Upanishads falam sobre a compreensão da alma humana (Atman) e o caminho para se atingir a realidade… Continue lendo “Amritabindu Upanishad: a gota do néctar da imortalidade” | Corvo Seco

“Horkheimer entre Marx e Schopenhauer: do materialismo pessimista ao pessimismo materialista” – Eder CORBANEZI

Trans/Form/Ação, Marília, v. 40, n. 4, p. 111-132, Out./Dez., 2017 RESUMO: Partindo de avaliações retrospectivas de Horkheimer sobre seu percurso intelectual, procuramos mostrar que tanto Schopenhauer quanto Marx constituem uma influência permanente na obra do fundador da teoria crítica: com efeito, a maior evidência de um dos dois autores em certo momento da trajetória de… Continue lendo “Horkheimer entre Marx e Schopenhauer: do materialismo pessimista ao pessimismo materialista” – Eder CORBANEZI

“Traços gnósticos na Modernidade filosófica e literária: Cioran, Camus, Bloom” – Rodrigo MENEZES

Dossiê temático do minicurso on-line Filosofia, Literatura e Gnose, ministrado por Juliano Garcia Pessanha e Rodrigo Inácio R. Sá Menezes. São Paulo, Brasil, novembro/dezembro de 2022. “I think there may be something wrong with this world.Either that or there’s something wrong with me”.[1] DOLORES (personagem androide da série Westworld) “Life’s but a walking shadow, a… Continue lendo “Traços gnósticos na Modernidade filosófica e literária: Cioran, Camus, Bloom” – Rodrigo MENEZES

“Conhece-te a ti mesmo” e a gnose helenística: Sócrates e o Herege Gnóstico (um contraponto) | Minicurso on-line

Gnosis é uma das palavras gregas para dizer “conhecimento”, mas não a única (há também episteme). Encontramo-la na máxima délfica que se tornaria o lema socrático por excelência: “Conhece-te a ti mesmo”, Gnôthi seauton em grego. A gnose, na acepção específica que nos interessa aqui (religião e heresia gnóstica, gnose helenística, gnosticismo cristão), tem em… Continue lendo “Conhece-te a ti mesmo” e a gnose helenística: Sócrates e o Herege Gnóstico (um contraponto) | Minicurso on-line

Niilismo, Existencialismo e Gnose na Era da Interpretação | Minicurso on-line

Eis por que os Mistérios antigos, pretensas revelações dos segredos últimos, não nos legaram nada em matéria de conhecimento. Sem dúvida, os iniciados estavam obrigados a não transmitir nada. No entanto, é inconcebível que em tão grande número não se tenha encontrado um só tagarela; o que há de mais contrário à natureza humana que… Continue lendo Niilismo, Existencialismo e Gnose na Era da Interpretação | Minicurso on-line

“Viver sem crença nem descrença, ou: descristianizar-se é preciso (e quase impossível)” – Rodrigo MENEZES

Um dos grandes méritos de John Gray é sua crítica ao humanismo e ao ateísmo modernos. Não se trata de tradicionalismo, de uma defesa da religião e suas verdades sagradas (Gray é um cético); é antes a proposição de um humanismo (não antropocêntrico, se possível) e de um ateísmo mais consequentes e coerentes, menos abstratos… Continue lendo “Viver sem crença nem descrença, ou: descristianizar-se é preciso (e quase impossível)” – Rodrigo MENEZES

“A solidão do ser humano: de Pascal a Nietzsche” – Hans JONAS

Há mais de duas gerações, Nietzsche disse que estava chegando o niilismo, “o mais inquietante de todos os hóspedes”. Entrementes, o hóspede entrou em casa e deixou de ser hóspede, e no tocante à filosofia o existencialismo tenta conviver com ele. Viver em tal companhia significa viver em crise. Os inícios da crise remontam ao… Continue lendo “A solidão do ser humano: de Pascal a Nietzsche” – Hans JONAS

“Hans Jonas e o niilismo gnóstico: a mais radical rebelião contra a physis” – Thiago VASCONCELOS

Kínesis - Revista de Estudos dos Pós-Graduandos em Filosofia da UNESP Marília, vol. 10, n. 25 (2018). Resumo: Este trabalho tem como objetivo analisar os estudos de Hans Jonas sobre os movimentos gnósticos e a formulação do princípio gnóstico que busca captar o elemento principal da pluralidade de vozes presentes no gnosticismo, a saber, o… Continue lendo “Hans Jonas e o niilismo gnóstico: a mais radical rebelião contra a physis” – Thiago VASCONCELOS