“CrĂ­tica de um certo uso das filosofias de Nietzsche, Marx e Freud: carĂĄter ideolĂłgico das teorias antiideolĂłgicas” – Cl. ROSSET

Uma questĂŁo anexa, sem relação direta com a lĂłgica do pior, mas rica de incidĂȘncias para todas as outras formas de discurso filosĂłfico, particularmente contemporĂąneos, se pĂ”e nestes termos: o saber tragico Ă© inaugurado pela cura terrorista, que favorece seu acesso Ă  fala? O homem dito comum ignora o trĂĄgico, que caberia entĂŁo Ă  filosofia… Continue lendo “CrĂ­tica de um certo uso das filosofias de Nietzsche, Marx e Freud: carĂĄter ideolĂłgico das teorias antiideolĂłgicas” – Cl. ROSSET

Publicidade

“CrĂ­tica de um certo uso das filosofias de Nietzsche, Marx e Freud” (ClĂ©ment Rosset)

Numa obra que, de certo modo, anunciava na França o verdadeiro inĂ­cio dos estudos nietzscheanos, Georges Bataille desenvolve o tema seguinte: Nietzsche teria sido o primeiro filĂłsofo a fundar uma filosofia sobre o "nĂŁo-sentido", ou o acaso, libertando sua representação do mundo de todo pensamento racionalizante, finalista ou teolĂłgico. A este primeiro erro histĂłrico (tais… Continue lendo “CrĂ­tica de um certo uso das filosofias de Nietzsche, Marx e Freud” (ClĂ©ment Rosset)

Duas cervejas, um sanduíche e mil tiradas filósoficas: Clément Rosset por Roland Jaccard

Se a esperança Ă© o pior dos males, se Ă© derrisĂłrio pretender mudar a vida, o que resta entĂŁo? Resposta de ClĂ©ment Rosset: “Resta, contudo, uma Ășltima hipĂłtese: a de uma satisfação total no seio do infinito mesmo, semelhante ao jĂșbilo amoroso descrito por La Fontaine numa cĂ©lebre fĂĄbula (“Seja tudo vocĂȘ mesmo, conte o… Continue lendo Duas cervejas, um sanduĂ­che e mil tiradas filĂłsoficas: ClĂ©ment Rosset por Roland Jaccard

“El descanso eterno del filĂłsofo insomne” (RubĂ©n AmĂłn)

LA NACIÓN, 29 de marzo 2018 El filĂłsofo francĂ©s muriĂł el miĂ©rcoles en ParĂ­s a los 78 años. MelĂłmano e insomne, negĂł la existencia del yo y el individuo ClĂ©ment Rosset padeciĂł la enfermedad del sueño. Seis años y 2.000 noches de insomnio que percutieron en su salud hasta torturarlo. Y en su moral, como… Continue lendo “El descanso eterno del filĂłsofo insomne” (RubĂ©n AmĂłn)