Lucidez, “Traumaturgia” & Poética do Fracasso: Cioran, anti-Koons

"Se eu leio um livro e ele torna o meu corpo tão frio que fogo nenhum poderia esquentá-lo, sei que isso é poesia", escreveu Emily Dickinson, a poeta predileta de Cioran. O autoproclamado "Parasita dos Poetas", por sua vez, escreveu que "um livro deve cutucar as feridas", "um livro ser um perigo". O que é… Continue lendo Lucidez, “Traumaturgia” & Poética do Fracasso: Cioran, anti-Koons