“O voluptuoso, o insolúvel: Liliana Herrera e a paixão-Cioran” – Rodrigo Menezes

Hegel é meu exato oposto. Hegel é impensável para mim, por mais que eu reconheça sua importância. Mas isso é outra estória. Tenho um amigo na Romênia, um especialista no pensamento de Hegel [Constantin Noica], que não consegue ler minhas coisas, que não me leva a sério. Não obstante, muito embora tivesse uma mentalidade totalmente… Continue lendo “O voluptuoso, o insolúvel: Liliana Herrera e a paixão-Cioran” – Rodrigo Menezes

Prioridade, Autoridade, Angústia da Influência – Harold BLOOM

Nietzsche e Freud são, até onde me é dado ver, as influências básicas na teoria da influência apresentada neste livro. Nietzsche é o profeta do antitético, e sua Genealogia da moral éo mais profundo estudo de que disponho das tensões revisionárias e ascéticas no temperamento estético. As investigações por Freud dos mecanismos de defesa e… Continue lendo Prioridade, Autoridade, Angústia da Influência – Harold BLOOM

“O pêndulo entre a filosofia fundacionista e a cultura literária: uma interpretação da filosofia de Richard Rorty a partir da teoria poética de Harold Bloom” – Heraldo Aparecido Silva

RESUMO: O objetivo da tese é analisar a filosofia de Richard Rorty a partir da teoria poética de Harold Bloom. Na avaliação de Rorty, a Filosofia como atividade fundacionista deve ser substituída pela filosofia como atividade literária. Assim, tanto a epistemologia de tipo cartesiano quanto a filosofia analítica, compreendidas como atividades de fundamentação e legitimação… Continue lendo “O pêndulo entre a filosofia fundacionista e a cultura literária: uma interpretação da filosofia de Richard Rorty a partir da teoria poética de Harold Bloom” – Heraldo Aparecido Silva

Influência como Dis-Astrum, Melancolia e “Inferno Astral”

Não há fim para a “influência”, palavra que Shakespeare usou em dois sentidos diferentes mas relacionados. Pouco antes da segunda entrada do Espectro, na primeira cena de Hamlet, o erudito Horatio evoca o mundo de Júlio César de Shakespeare, onde: Pouco antes de tombar o poderosíssimo Júlio,As tumbas estavam desabitadas e os cadáveres amortalhadosGuinchavam e… Continue lendo Influência como Dis-Astrum, Melancolia e “Inferno Astral”

Aforismos temáticos: Nietzsche na obra de Cioran

Por ocasião da próxima live tertúlia — Cioran, leitor de Nietzsche — reunimos as ocorrências de Nietzsche na obra de Cioran, desde seus primeiros textos em língua romena até os escritos franceses. Uma visão sinóptica das impressões causadas no autor romeno — ao longo do tempo, livro após livro — pelo filósofo alemão, e das… Continue lendo Aforismos temáticos: Nietzsche na obra de Cioran

A angústia da influência – Harold BLOOM

A angústia da influência foi e continua sendo mal interpretado, de uma maneira medíocre. Qualquer leitor capaz deste livro, o que significa qualquer um com alguma sensibilidade literária e que não seja comissário nem ideólogo, de esquerda ou direita, verá que influência-angústia não se refere tanto aos precursores quanto é uma angústia realizada no e… Continue lendo A angústia da influência – Harold BLOOM

Cioran, leitor de Nietzsche – live tertúlia no YouTube (14/08/2021)

Cioran seria um autor nietzschiano? Anti-nietzschiano? Um Nietzsche romeno do século XX? Nenhuma das alternativas anteriores? A próxima live tertúlia terá como proposta responder a essas e outras interrogações que pairam em torno da relação histórico-filosófica entre Nietzsche e Cioran. Data: 14 de agosto de 2021Horário: 18:00 (Brasil) | 19:00 (UTC) https://youtu.be/Iq4Qr3bn0P8 ARGUMENTO "De que… Continue lendo Cioran, leitor de Nietzsche – live tertúlia no YouTube (14/08/2021)

Filosofia da Animalidade, Vitalismo e Mortalismo, Cioran na Argentina e o “Nada Sulamericano”: em diálogo com Gustavo Romero (Argentina)

A terceira live tertúlia de 2021, realizada em 28 de maio e transmitida no YouTube, contou com a presença de Gustavo Romero, filósofo e professor da Universidad de Buenos Aires (UBA) https://www.youtube.com/watch?v=l4vjoZiGGbI&t=5411s Além dos comentários contextuais e metateóricos acerca da recepção da obra de Cioran na Argentina, dentro e fora da Academia, Gustavo teceu importantes… Continue lendo Filosofia da Animalidade, Vitalismo e Mortalismo, Cioran na Argentina e o “Nada Sulamericano”: em diálogo com Gustavo Romero (Argentina)

A propósito de Nietzsche: Carta a Angèle (XII) – André GIDE

Revista Capivara. Tradução, apresentação e notas de André Martins Apresentação Entre 1898 e 1900, André Gide publicou na revista literária L’Ermitage uma série de cartas, reimpressas em 1903 como a mais extensa das seis partes da coletânea Prétextes (Ed. Mercure de France). As outras são “Duas conferências”, três ensaios “Em torno de M[aurice] Barrès”, seis ensaios sobre “Alguns livros”, quatro… Continue lendo A propósito de Nietzsche: Carta a Angèle (XII) – André GIDE

“Nietzsche: edições, traduções e deturpações” – Scarlett MARTON

"A influência de Nietzsche precedeu entre nós a aparição de sua obra; esta cai sobre terreno preparado; ela arriscaria, caso contrário, deixar de vingar; agora ela já não surpreende, ela confirma; o que ela ensina, sobretudo, é o seu esplêndido e entusiasmante vigor; mas ela quase não era mais indispensável; porque quase se pode dizer que… Continue lendo “Nietzsche: edições, traduções e deturpações” – Scarlett MARTON