Cioran é reacionário?

« Seriez-vous réac ? – Si vous voulez, mais dans le sens où Dieu l’est. Â»CIORAN, Écartèlement (1979) « Vous êtes contre tout ce qu'on a fait depuis la dernière guerre, me disait cette dame à la page.Vous vous trompez de date. Je suis contre tout ce qu'on a fait depuis Adam. Â»CIORAN, De l'inconvénient d'être né (1973) Uma obra aforística,… Continue lendo Cioran é reacionário?

“Cioran e o Romantismo: espírito, pensamento, expressão” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

RESUMO: Trata-se de um exercício hermenêutico em torno da obra e do pensamento de Emil Cioran (1911-1995), no sentido de focalizar o romantismo latente ou manifesto deste pensador romeno consagrado por seus livros franceses: sua herança romântica, o fundus animæ romântico do seu pensamento existencial. Cioran, pensador – e artista – romântico: o que isso… Continue lendo “Cioran e o Romantismo: espírito, pensamento, expressão” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Niilismo, existencialismo e gnosticismo: a hermenêutica existencial de Franco Volpi” – Rodrigo Menezes

A obra de Heidegger, leitor de Nietzsche, apresenta um paradoxo que é o mesmo de boa parte do pensamento contemporâneo: “Nela, com efeito, parecem tocar-se e conviver dois extremos incompatíveis: de um lado, um niilismo radical; de outro, o convite a uma visão inspirada, senão mesmo ao misticismo.”[i] Daí, segundo Volpi, em face dos escritos… Continue lendo “Niilismo, existencialismo e gnosticismo: a hermenêutica existencial de Franco Volpi” – Rodrigo Menezes