Filosofia da Animalidade, Vitalismo e Mortalismo, Cioran na Argentina e o “Nada Sulamericano”: em diálogo com Gustavo Romero (Argentina)

A terceira live tertúlia de 2021, realizada em 28 de maio e transmitida no YouTube, contou com a presença de Gustavo Romero, filósofo e professor da Universidad de Buenos Aires (UBA) https://www.youtube.com/watch?v=l4vjoZiGGbI&t=5411s Além dos comentários contextuais e metateóricos acerca da recepção da obra de Cioran na Argentina, dentro e fora da Academia, Gustavo teceu importantes… Continue lendo Filosofia da Animalidade, Vitalismo e Mortalismo, Cioran na Argentina e o “Nada Sulamericano”: em diálogo com Gustavo Romero (Argentina)

Ilusão como Doença no Tao Te Ching; Cioran e a Antropologia do Animal Enfermo

Quem conhece a sua ignorância revela a mais alta sapiência.Quem ignora a sua ignorância vive na mais profunda ilusão.Não conhecer e pensar que conhece é tal qual uma doença.Não sucumbe à ilusão quem conhece a ilusão como ilusão.Quando consideramos o mal como mal, dele nos preservamos.O sábio conhece o seu não-saber;Essa consciência do não saber… Continue lendo Ilusão como Doença no Tao Te Ching; Cioran e a Antropologia do Animal Enfermo

Entrevista: Amelia Natalia Bulboacă e a recepção italiana de Cioran, entre duas línguas

Amelia Natalia Bulboacă nasceu na cidade de Brăila, na Romênia. É formada em Ciências Políticas pela Universidade de Milão, com especialização em Ciências Internacionais e Instituições europeias. É mestra em Ciências Antropológicas e Etnológicas pela Università degli Studi di Milano-Bicocca e está em vias de obter outra especialização em Filosofia das Religiões. É colaboradora da… Continue lendo Entrevista: Amelia Natalia Bulboacă e a recepção italiana de Cioran, entre duas línguas