Entrevista a Alfredo Abad: Cioran en Colombia, Nietzsche, Gómez Dávila y otros temas

En la primerísima entrevista video del Portal E.M. Cioran 🇧🇷 en YouTube, conversamos con el filósofo colombiano, profesor de la UTP y co-organizador, junto a María Liliana Herrera, del Encuentro Internacional Emil Cioran (2008-2017), sobre el imperativo de la filosofía de estar arraigada - sin academicismos ni abstraccionismos - en la vida común y en… Continue lendo Entrevista a Alfredo Abad: Cioran en Colombia, Nietzsche, Gómez Dávila y otros temas

“La storia della ricezione brasiliana di Cioran: 1949-1950” – Rodrigo MENEZES

ORIZZONTI CULTURALI ITALO-ROMENI, anno X, nr. 6, giugno 2002. Il contributo dello studioso Rodrigo Inácio R. Sá Menezes [1] traccia la storia della ricezione dell’opera di Cioran in Brasile, dalla sua prima menzione giornalistica, agli inizi del 1949. Vengono presi in esame i riferimenti a Cioran nei giornali brasiliani prima della consegna del Premio Rivarol… Continue lendo “La storia della ricezione brasiliana di Cioran: 1949-1950” – Rodrigo MENEZES

“Tédio e decomposição” – Augusto Frederico SCHMIDT

Correio da Manhã, Rio de Janeiro, ano XLIX, no 17453, 5 de fevereiro de 1950. Há poucos dias aqui nestas colunas citei uma passagem do livro de E. M. Cioran, “Précis de décomposition”, livro que é uma espécie de breviário de desespêro e da negação, escrito por um jovem romeno, um homem que naturalmente viu… Continue lendo “Tédio e decomposição” – Augusto Frederico SCHMIDT

“O corpo do desconhecido” – Augusto Frederico SCHMIDT

Há um trêcho do livro de Cioran (E. M.) — “Précis de décomposicion”, que é uma espécie de breviário da desesperança, em que êsse pasmoso escritor romeno nos fala do Cristo (e do Cristianismo) como de alguma coisa que está tocando ao seu fim: “Jesus se esvai: não só os seus preceitos corno a sua… Continue lendo “O corpo do desconhecido” – Augusto Frederico SCHMIDT