Cioran é Axé: Romenidade, Baianidade, Zeflemea e outras irreverências

https://www.youtube.com/watch?v=WlgLS9BtYuk&t=2499s “Às vezes tenho a impressão de que a obra de Cioran é como uma espécie de bazar, onde cada um se serve daquilo que quer, inclusive dos aspectos místicos-religiosos”, afirma Mirko Integlia, autor de Tormented by God: The Mystical Nihilism of Emil Cioran (2019). Cioran mesmo se fez esse "bazar" ou "armazém", ideia explorada… Continue lendo Cioran é Axé: Romenidade, Baianidade, Zeflemea e outras irreverências

“É preciso ser cético” – Marcio Tavares D’AMARAL

O Globo, 26/12/2015 Duvidando de todos os sins, eles têm certeza de todos os nãos Céticos são os que duvidam de tudo. Não acreditam em promessas, juras de amor, boas intenções. Olham de banda a própria realidade, que corre sob seus narizes: é falsa. Política? É lama. Políticos? Bandidos. E, evidentemente, não lhes venham com… Continue lendo “É preciso ser cético” – Marcio Tavares D’AMARAL