“Mihail Sebastian’s Journal: The Fascist Years (1935-1944)” – Radu IOANID

On 29 May 1945, as he rushed to cross a street in downtown Bucharest, thirty-eight-year-old Mihail Sebastian, a press officer at the Romanian Ministry of Foreign Affairs, was hit and killed by a truck. As it happened, Sebastian was late to an appointment at Dalles Hall where he was to teach a class about Honoré… Continue lendo “Mihail Sebastian’s Journal: The Fascist Years (1935-1944)” – Radu IOANID

“Perceptia de sine in spiritualitatea interbelica” – Gabriela RAVARU (GOUDENHOOFT)

CAP. 1. TREPTE ŞI CAPCANE ALE PERCEPŢIEI SPIRITUALITĂŢII ROMÂNEŞTI INTERBELICE 1.1. OBIECTUL CERCETĂRII1.2. PERCEPŢIE POSTEVENIMENŢIALĂ1.3. PERCEPŢIE SINCRONĂ CAP. 2. JOC ŞI ILUZIE: IMAGINEA DE SINE 2.1. TÂNĂRA GENERAŢIE ŞI PERCEPŢIA LUMII INTERBELICE2.2. MENTORII CAP. 3. MOTIVE ARHETIPALE ROMÂNEŞTI; MOŞTENIREA BLESTEMATĂ 3.1. IPOTEZE DE LUCRU3.2. MIRCEA ELIADE ŞI FENOMENOLOGIA ARHETIPURILOR ROMÂNEŞTI3.3. EMIL CIORAN ŞI MOŞTENIREA BLESTEMATĂ3.4.… Continue lendo “Perceptia de sine in spiritualitatea interbelica” – Gabriela RAVARU (GOUDENHOOFT)

Cioran e as “nuanças do pior” entre o inferno e um “paraíso desolador” (carta a um amigo longínquo)

A diferença entre os regimes é menos importante do que parece; vocês estão sós forçados, nós o estamos sem nenhuma pressão. É tão grande a distância entre o inferno e um paraíso desolador? Todas as sociedades são más; mas há graus, reconheço, e se escolho esta, é porque sei distinguir entre as nuanças do pior.Cioran,… Continue lendo Cioran e as “nuanças do pior” entre o inferno e um “paraíso desolador” (carta a um amigo longínquo)

Letter To A Faraway Friend – E.M. CIORAN

Never to have occasion to take a position, to make up one’s mind, or to define oneself—there is no wish I make more often. But we do not always master our moods, those attitudes in the bud, those rough drafts of theory. Viscerally inclined to systems, we ceaselessly construct them, especially in politics, domain of… Continue lendo Letter To A Faraway Friend – E.M. CIORAN

“Só através do coração sabemos que algo muda”: entrevista com Simona Constantinovici sobre o Dicţionar de Termeni Cioranieni (3/3)

"Todo escritor deve ser conhecido assim, em sua inteireza, e não apenas em fragmentos. Ou melhor, um fragmento deve ser comparado sempre com as demais partes integrantes da obra para que, finalmente, se possa extrair uma rede de significados, uma substância ativa, um genoma, um DNA de identificação. Mas, como apenas em fragmentos podemos explorar… Continue lendo “Só através do coração sabemos que algo muda”: entrevista com Simona Constantinovici sobre o Dicţionar de Termeni Cioranieni (3/3)

“Só através do coração sabemos que algo muda”: entrevista com Simona Constantinovici sobre o Dicţionar de Termeni Cioranieni (2/3)

“Constantin Noica identifica em certas palavras romenas a história de nosso povo mesmo, como por exemplo o fenômeno da transumância. A tentativa de traduzi-las equivaleria a desenraizá-las, aniquilando assim o seu potencial ancestral de motivar a língua, o modo de ser de um povo, seu sentimento profundo. As palavras têm o mesmo destino que os… Continue lendo “Só através do coração sabemos que algo muda”: entrevista com Simona Constantinovici sobre o Dicţionar de Termeni Cioranieni (2/3)

“Só através do coração sabemos que algo muda”: entrevista com Simona Constantinovici sobre o Dicţionar de Termeni Cioranieni (1/3)

“O Dicionário de termos cioranianos se pretende um convite para ler o filósofo de uma maneira diferente, para situá-lo sob uma luz que permita extrair os fascículos da substância mesma das palavras, de sua história ininterrupta, impactando um futuro que permanece, como um predador, à espreita.”Simona Constantinovici Nesta entrevista exclusiva, generosamente concedida ao Portal E.M.… Continue lendo “Só através do coração sabemos que algo muda”: entrevista com Simona Constantinovici sobre o Dicţionar de Termeni Cioranieni (1/3)

“Only from the heart do we know when something changes”: interview with Simona Constantinovici about the Dictionary of Cioranian terms

“The Dictionary of Cioranian Terms intends to be a sort of invitation to read the philosopher in a different way, to put him in a light that extracts its fascicles from the substance of the words, from their uninterrupted story, impacting a future that stands, as a prey, lurking it.”Simona Constantinovici Simona Constantinovici (born 1968)… Continue lendo “Only from the heart do we know when something changes”: interview with Simona Constantinovici about the Dictionary of Cioranian terms

“Da dissolução” – Marco LUCCHESI

Revista Filosofia - Ciência & Vida, n. 161, abril 2020. Texto originariamente publicado no livro Carteiro Imaterial. Editora José Olympio, Rio de Janeiro. Lido por pensadores e escritores modernos, o filósofo romeno é conhecido por suas ideias sobre a morte, o desespero e o vazio. Mas como bem definiu Susan Sontag, o seu filosofar era… Continue lendo “Da dissolução” – Marco LUCCHESI

Ionescu e “as cadeiras” – Ştefan BACIU

BUCARESTE, ano de 1934. Eram ainda os tempos felizes, quando centenas e milhares de homens podiam apaixonar-se pelo livro, pelo poesia, esperando com impaciência o resultado de um concurso literário. Colunas e páginas inteiras de jornais e revistas ocupavam -se com a vida das ideias, com os planos das escritores e dos artistas. Tempos de… Continue lendo Ionescu e “as cadeiras” – Ştefan BACIU