Ins̫nia РMario Eduardo Costa Pereira

https://www.youtube.com/watch?v=0Qkox1DHH4c Dormir aparece nos dicionários como o ato de estar entregue ao sono, de permanecer num estado de repouso, de suspensão da atividade motora e perceptiva. Mas será que esta definição ainda se aplica ao nosso sono contemporâneo? Estamos conseguindo nos entregar plenamente ao ato de dormir? A insônia pode ser um retrato do nosso… Continue lendo Insônia – Mario Eduardo Costa Pereira

Suicídio e Tecnologia: Desenraizamento, Redes sociais e o Valor da Imagem | Com Fernanda Marquetti

Matar-se, em certo sentido, e como no melodrama, é confessar. Confessar que fomos superados pela vida ou que não a entendemos. Mas não prossigamos nestas analogias e voltemos às palavras correntes. Trata-se apenas de confessar que isso “não vale a pena”. Viver, naturalmente, nunca é fácil. Continuamos fazendo os gestos que a existência impõe por… Continue lendo Suicídio e Tecnologia: Desenraizamento, Redes sociais e o Valor da Imagem | Com Fernanda Marquetti

“Tempo sem experiência” – Olgária MATOS

Uma reflexão sobre o tempo sem experiência da contemporaneidade. Como a atual aceleração da sociedade cria a sensação de que não há tempo para nada. Na realidade, são os próprios mecanismos sociais e econômicos que necessitam dessa situação. As diferenças entre tédio e monotonia podem caracterizar diferentes formas de se relacionar com o tempo. A… Continue lendo “Tempo sem experiência” – Olgária MATOS