“O pensamento de Nishitani e o Budismo” – Hisao MATSUMARU

O ponto de partida do pensamento de Nishitani Pretendo esclarecer o fundamento daquilo que penso ser o ponto de partida do pensamento presente nas duas obras centrais de Keiji Nishitani (1900-1990), a saber, Shukyo to wa nani ka (O que é a religião) (Nishitani, 1961) e Zen no tachiba (O ponto de vista do Zen)… Continue lendo “O pensamento de Nishitani e o Budismo” – Hisao MATSUMARU

“O nada absoluto no Zen em Eckhart e em Nietzsche” – Shizuteru UEDA

Natureza Humana, 10(1): 165-202, jan.-jun. 2008 O texto que será tomado aqui como ponto de partida é do século 12 e foi traduzido para o alemão por Der Ochs und sein Hirte. Eine altchinesische Zen-Geschichte (“O Boi e seu Pastor. Uma antiga história zen”).4 Este texto é ainda bastante usado no círculo zen japonês. Ele apresenta explicitamente o… Continue lendo “O nada absoluto no Zen em Eckhart e em Nietzsche” – Shizuteru UEDA

“Suffering in the mystical traditions of Buddhism and Christianity” (Jakub Urbaniak)

HTS Teologiese Studies/Theological Studies, 70(1), Art. #2117, 9 pages. This article seeks to explore the mystical approaches to suffering characteristic of both Buddhism and Christianity. Through the analysis of the meanings, the two traditions in question ascribe to suffering as a ‘component’ of mystical experience; it challenges the somewhat oversimplified understanding of the dichotomy ’sage-the-robot… Continue lendo “Suffering in the mystical traditions of Buddhism and Christianity” (Jakub Urbaniak)

“Cioran, o nascimento e o Zen” – Massimo CARLONI

Alkemie, número 9, junho de 2012 (L'Être) Resumo: Este artigo sugere a abordagem do problema do nascimento em Cioran. Interpretando a queda do Céu como o exílio, Cioran visa a subtrair a narrativa do Gênese de sua dialética moral inocência/culpa em relação a Deus para conjulgá-lo com as profundas intuições sobre a consciência do Zen Budismo.… Continue lendo “Cioran, o nascimento e o Zen” – Massimo CARLONI