Cioran, Dalí e “o livro mais caro do mundo”

Em entrevista ao Le Point (14/02/2003), Peter Sloterdijk afirmou que Cioran foi "o último verdadeiro cínico de nossa época", tendo levado uma "vida monástica informal. Mas ser o monge de um desespero privado custa caro, pois você está sendo o tempo todo confrontando por refutações de sua escolha, à prova de que a felicidade não… Continue lendo Cioran, Dalí e “o livro mais caro do mundo”

“La storia della ricezione brasiliana di Cioran: 1949-1950” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Il contributo dello studioso Rodrigo Inácio R. Sá Menezes [1] traccia la storia della ricezione dell’opera di Cioran in Brasile, dalla sua prima menzione giornalistica, agli inizi del 1949. Vengono presi in esame i riferimenti a Cioran nei giornali brasiliani prima della consegna del Premio Rivarol e della pubblicazione di Précis de décomposition, presso Gallimard, e… Continue lendo “La storia della ricezione brasiliana di Cioran: 1949-1950” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)