O gosto das Ilusões e o gosto da Décadence: Cioran e a lucidez da decepção – Rodrigo MENEZES

Segundo Giovanni Rotiroti, a desilusão de Cioran em relação às suas crenças e esperanças utópicas de outrora começam a despontar antes mesmo do Breviário, em De la France, escrito ainda em romeno (Despre Franţa), na Paris de início da década de 1940, ocupada pelas forças alemãs. Muitas ideias do Précis de décomposition encontram-se enunciadas em… Continue lendo O gosto das Ilusões e o gosto da Décadence: Cioran e a lucidez da decepção – Rodrigo MENEZES

“Nietzsche e o cristianismo” – Oswaldo GIACOIA JR

Revista Cult, s/d Que possibilidades restam hoje para um diálogo entre Nietzsche e o Cristianismo? Tomemos a frase de O anticristo que, de imediato, nos lança no campo filológico das relações entre texto e interpretação: “Eu volto atrás. Conto a autêntica história do Cristianismo (des Chirstenthums). Já a palavra ‘Cristianismo’ (Christenthum) é um mal entendido… Continue lendo “Nietzsche e o cristianismo” – Oswaldo GIACOIA JR

“Une expression de la modernité” (Sylvain David)

Un héroïsme à rebours. Montreal: Presses Universitaires de Montreal, 2006, p. 59-83. On peut parfaitement concevoir que l’époque moderne — qui commença par une explosion d’activité humaine si neuve, si riche de promesses — s’achève dans la passivité la plus inerte, la plus stérile que l’Histoire ait jamais connue. Hannah Arendt Comme on l’a vu dans… Continue lendo “Une expression de la modernité” (Sylvain David)

“Nihilism as Axiological Illness” (Nicolae Râmbu)

Journal of Human Values, 21(1) 64–71 © 2015 Management Centre for Human Values. SAGE Publications. Abstract: The presentation of nihilism as a phenomenon integrated in the category of illnesses is very common in the scientific literature. This paper is centered on the fact that nihilism is a major disease of the axiological conscience, an illness… Continue lendo “Nihilism as Axiological Illness” (Nicolae Râmbu)