“Camus e o único problema filosófico realmente sério” – Ariano SUASSUNA

Só existe um problema filosófico realmente sério: o suicídio. Julgar se a vida vale ou não vale a pena ser vivida é responder à pergunta fundamental da filosofia. O resto, se o mundo tem três dimensões, se o espírito tem nove ou doze categorias, vem depois. Trata-se de jogos; é preciso primeiro responder. E se… Continue lendo “Camus e o único problema filosófico realmente sério” – Ariano SUASSUNA

“O Suplício (II)” – Georges BATAILLE

Derrisão! que me digam panteísta, ateu, teísta!… Mas grito ao céu: “não sei nada”. E repito com uma voz cômica (grito ao céu, às vezes, deste jeito): “nada, absolutamente”. O extremo do possível. – No final, aí estamos. Mas tão tarde?… Como, sem o saber, chegamos aí? (em verdade, nada mudou) por um desvio: um… Continue lendo “O Suplício (II)” – Georges BATAILLE

“O Suplício (I)” – Georges BATAILLE

Há nas coisas divinas uma transparência tão grande que escorregamos para o fundo iluminado do riso mesmo a partir de intenções opacas. Vivo de experiência sensível e não de explicação lógica. Tenho do divino uma experiência tão maluca que rirão de mim se falar dela. Entro num beco sem saída. Nele, toda possibilidade se esgota,… Continue lendo “O Suplício (I)” – Georges BATAILLE

“A alma enferma” – William JAMES

Em nosso último encontro, consideramos o temperamento equilibrado, o temperamento que tem uma incapacidade constitucional para o sofrimento prolongado, e no qual a tendência para ver as coisas por um prisma otimista é como a água de cristalização em que se coloca o caráter do indivíduo. Vimos que esse temperamento pode tomar-se a base de… Continue lendo “A alma enferma” – William JAMES

What’s Behind Thailand’s Alarming Suicide Rate? | Undercover Asia

"If I like the correspondence of Dostoyevsky and Baudelaire so much, it is because it revolves mainly around money and illness, the only 'fiery' subjects. The rest hardly matters."CIORAN, Cahiers : 1957-1972 COVID-19 is not the only epidemic that has hit Thailand, as the economic distress caused by the coronavirus is leading more and more… Continue lendo What’s Behind Thailand’s Alarming Suicide Rate? | Undercover Asia

“Lucidez e/é Enfermidade: Cioran e o paradoxo entre saúde e conhecimento de si” – Rodrigo MENEZES

O conhecimento de si, o mais amargo de todos, é também aquele que menos cultivamos: para quê surpreendermo-nos de manhã à noite em flagrante delito de ilusão, regressar impiedosamente à raiz de cada acto, e perder causa atrás de causa diante do nosso próprio tribunal?Do inconveniente de ter nascido (1973) A doença é uma realidade… Continue lendo “Lucidez e/é Enfermidade: Cioran e o paradoxo entre saúde e conhecimento de si” – Rodrigo MENEZES

Georges BATAILLE: “L’Expérience Intérièure” como un Relato de Desesperación y Éxtasis

Este libro es el relato de una desesperación. Este mundo se le da al hombre como un enigma a resolver. Toda mi vida -sus momentos extraños, desordenados, no menos que mis pesadas meditaciones- se me ha pasado en resolver el enigma. Llegué, efectivamente, hasta el final de problemas cuya novedad y extensión me exaltaron. Habiendo… Continue lendo Georges BATAILLE: “L’Expérience Intérièure” como un Relato de Desesperación y Éxtasis

Cioran, Chestov, Kierkegaard & a filiação-Jó

Quando penso quão pouco aprendi dos grandes filósofos! Nunca me fizeram falta nem Kant, nem Descartes nem Aristóteles; seu pensamento vale somente para nossos momentos de solidão, para nossas dúvidas consentidas. Mas me detive em Jó, com uma piedade filial. CIORAN, O Livro das ilusões "A covardia humana não pode suportar o que nos dizem… Continue lendo Cioran, Chestov, Kierkegaard & a filiação-Jó

“A Grande Tentação” – CIORAN

A perda da consciência de ser criatura: odiamos tudo o que é ser; deixamos de ser solidários com todas as criaturas junto às quais uma vez ornamentamos o paraíso. Quando odiamos os animais, odiamos a base de nossa vida. Queremos escapar totalmente da ordem das criaturas. Por que então, quando nos abandona a sensação de… Continue lendo “A Grande Tentação” – CIORAN

A ética do sacríficio – CIORAN

Rebentar com todo o ardor apaixonado de nossa alma, vencer toda a resistência e destruir todos os obstáculos que existem no caminho de nossa grande loucura. Estar orgulhosos de nossa absurda e infinita coragem e partir em meio a essa embriaguez de orgulho e de êxtase para os últimos cumes do ser, impulsionados pela sede… Continue lendo A ética do sacríficio – CIORAN