“The Good Place? Tracing utopia and dystopia through literature” (Isabel Crespo)

Is utopia the best possible place possible or possible at all? Is one person's utopia another's dystopia? EUROPEANA, June 17, 2020 Today we often hear the words utopia and dystopia used in informal conversations and in the media. But what do these words really mean? To find out, let's trace the ideas behind utopia and… Continue lendo “The Good Place? Tracing utopia and dystopia through literature” (Isabel Crespo)

O Diabo, filantropo funesto (E.M. Cioran)

PLANEJAR uma sociedade na qual, segundo uma etiqueta aterradora, nossos atos são catalogados e regulamentados, na qual, por uma caridade levada até a indecência, se preocupam com nossos pensamentos mais íntimos, é transportar os tormentos do inferno para a idade de ouro, ou criar, com a ajuda do diabo, uma instituição filantrópica. Solares, utópicos, harmônicos… Continue lendo O Diabo, filantropo funesto (E.M. Cioran)

Cioran e Jonathan Swift (Paolo Vanini)

Os homens se tornam cavalos e os cavalos tomam o lugar dos homens: eis a reviravolta carnavalesca da realidade graças à qual Jonathan Swift confuta a definição filosófica segundo a qual "homo est animale rationale", para demonstrar que na melhor das hipóteses ele é um animal "rationis capax" [capaz de razão]. Todavia, emerge dos contos… Continue lendo Cioran e Jonathan Swift (Paolo Vanini)