“Emil Cioran: la miseria del nihilismo” – Rafael NARBONA

El Cultural, 12 noviembre 2019 Maestro del aforismo, su pensamiento es una inacabable variación de un único tema, que explota toda clase de combinaciones El ensayista rumano Emil M. Cioran se declaraba enemigo de Dios, el Hombre y la Vida. Su nihilismo no conocía límites, salvo el que impone la muerte. La perspectiva de no… Continue lendo “Emil Cioran: la miseria del nihilismo” – Rafael NARBONA

“O demônio da obstinação” (Edgar Allan Poe)

Debruçamo-nos sobre a borda de um precipício. Fitamos o abismo -- sentimos náusea e vertigem. O primeiro impulso é afastar-se do perigo. Mas, sem saber por quê, permanecemos lá. Aos poucos, náuseas e vertigem fundem-se em uma nuvem de sentimentos inomináveis. Lentamente, de modo ainda menos perceptível, a nuvem assume uma forma, tal como a… Continue lendo “O demônio da obstinação” (Edgar Allan Poe)

“Trágico e silêncio” (Clément Rosset)

UM FILÓSOFO POUCO SUSPEITO de complacência para com o pensamento trágico, Jules Monnerot, reconhecia recentemente no fantasma do ''alhures" uma negação fundamental da tragédia: "Não há de uma parte o homem, e de outra parte forças exteriores ao homem, às quais ele também seria exterior. As forças 'exteriores', 'cósmicas', 'naturais' estão também em nós, (… Continue lendo “Trágico e silêncio” (Clément Rosset)

“Estética e horror: o monstro, o estranho e o abjeto” (Marcelo Rodrigues de Moraes)

Dossiê “Escritas da Violência” do Grupo de Pesquisa Literatura e Autoritarismo, UFSM/RS. Resumo: O propósito deste trabalho é refletir a respeito do tema Estética e Horror, evidenciando seu caráter teórico e as três principais categorias estudadas: o monstro, o estranho e o abjeto. O trabalho, desenvolvido no projeto Literatura e Autoritarismo, tenta mostrar como a… Continue lendo “Estética e horror: o monstro, o estranho e o abjeto” (Marcelo Rodrigues de Moraes)