Pornografia – Byung-Chul HAN

A pornografia serve ao mero viver exposto. É o exato contraposto de eros. Ela aniquila a sexualidade. Nesse sentido, é muito mais efetiva que a moral: “A sexualidade não se desvanece na sublimação, na repressão e na moral, mas muito provavelmente naquilo que é mais sexual que o sexual: na pornografia”. A pornografia tira sua… Continue lendo Pornografia – Byung-Chul HAN

Erotismo, mística e hermenêutica em Georges Bataille e Friedrich Schlegel – Cidah DUARTE

Nesta conversa, Cidah Duarte percorreu alguns dos principais temas da obra filosófica e literária de Georges Bataille, relacionando-a com o projeto do primeiro romantismo alemão de Friedrich Schlegel. Temas como os do erotismo, da mística e da experiência foram mobilizados e sua fala, assim como o da hermenêutica. https://www.youtube.com/watch?v=J6fMezyCVRs Cidah Duarte Possui Bacharelado (2011) e… Continue lendo Erotismo, mística e hermenêutica em Georges Bataille e Friedrich Schlegel – Cidah DUARTE

“Estatuto paradoxal da pele e cultura contemporânea: da porosidade à pele-teflon” – Maria Cristina Franco FERRAZ

Galaxia (São Paulo, Online), n. 27, p. 61-71, jun. 2014 Resumo: A exploração do estatuto paradoxal da pele – interface dentro/fora – permite ultrapassar a dicotomia metafísica superfície/profundidade, problematizando a tendência atual, também expressa na teoria, a um elogio das superfícies e a um horror por oposições dicotômicas. Possibilita avaliar as implicações do fechamento da… Continue lendo “Estatuto paradoxal da pele e cultura contemporânea: da porosidade à pele-teflon” – Maria Cristina Franco FERRAZ

“Franco Volpi. Una interpretación de Nicolás Gómez Dávila” (Alfredo Abad)

Universitas Philosophica, 37(75), 151-173. Resumen: La recepción europea de Gómez Dávila comenzó a desplegarse de manera más amplia a partir de la lectura y difusión realizada por Franco Volpi. Este artículo alude a la manera como dicha lectura concretó las interpretaciones del colombiano, principalmente a la luz de una filosofía práctica y una perspectiva crítica. De… Continue lendo “Franco Volpi. Una interpretación de Nicolás Gómez Dávila” (Alfredo Abad)

“O peso da tristeza” – Emil CIORAN

Existirão outras tristezas além das tristezas de morte? Não, pois as verdadeiras tristezas são negras, desprovidas de graça e de sonho, dotadas de uma reflexividade bizarra. O cansaço causado pela tristeza é incomparavelmente maior que aquele causado pela melancolia: é um cansaço que conduz ao desgosto pela vida, a uma depressão terrível e irremediável. O… Continue lendo “O peso da tristeza” – Emil CIORAN

“Êxtase, não-saber e experiências interiores: um diálogo inaudito entre Cioran e Bataille” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Conhece-se um autor ou uma autora não apenas pela leitura da sua obra, também -- indiretamente, por uma espécie de détour -- pela maneira como ele ou ela se insere no seu contexto histórico e sócio-cultural, o qual pode ser delimitado de forma mais ou menos ampla (uma tribo, um país, um continente, um planeta),… Continue lendo “Êxtase, não-saber e experiências interiores: um diálogo inaudito entre Cioran e Bataille” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)