“Esteja em Paz” – CHUANG TZU

Chuang-Tzu é tanto um cético quanto um místico. A dicotomia radical entre aparência e realidade, que é central no budismo, está ausente, bem como a tentativa de transcender as ilusões da existência diária. Chuang-Tzu vê a vida humana como um sonho, mas não busca despertar dele. Numa passagem famosa, ele escreve sobre sonhar que era… Continue lendo “Esteja em Paz” – CHUANG TZU