Cioran et les Juifs

D. auquel je disais que depuis trente ans j'habitais l'hôtel et que je ne réussissais à m'enraciner nulle part, m'a répondu, en Juif fier de l'être, que j'étais le « goy errant ». Je ne m'entends qu'avec ceux qui n'ont aucune espèce de patrie. Mes affinités profondes avec les Juifs. * D., a quem eu… Continue lendo Cioran et les Juifs

Publicidade

“A melancholic exile: Emil Cioran and the feeling of nostalgia” – Paolo VANINI

Abstract: This article aims to investigate the relationship between nostalgia, solitude, and skepticism in Emil Cioran’s thought. In the first place, we will examine how the concepts of Sehnsucht, saudade and dor are interpreted by Cioran as similar forms of radical nostalgia. In the second place, we will see how the skeptical attitude of doubting… Continue lendo “A melancholic exile: Emil Cioran and the feeling of nostalgia” – Paolo VANINI

“O emigrado metafísico: o gnóstico” (Sylvie Jaudeau)

A atitude gnóstica constitui, com efeito, a chave de uma obra representativa das tendências contraditórias deste século: niilismo, angelismo, revolta e fatalismo. Mais precisamente, ela nos fornece a resposta a esta questão que não falha em colocar-se a propósito de Cioran: como o niilismo é compatível com uma criação literária? O ato literário em si… Continue lendo “O emigrado metafísico: o gnóstico” (Sylvie Jaudeau)

“E.M. Cioran. History and Exile” – Iulian BOLDEA

EUROPEAN ACADEMIC RESEARCH, VOL. I, ISSUE 6/ SEPTEMBER 2013 - ISSN 2286-4822 Abstract: Integration and alienation, identity and rupture, belonging to an original model and the continuous tendency of surpassing it, are some of the determinant peculiarities of Cioran’s ideation, which is legitimized by assuming an identity both originating and intentional uprooting, by transgression of… Continue lendo “E.M. Cioran. History and Exile” – Iulian BOLDEA

“Do exílio metafísico: existência, escritura e destino em Cioran” (Rodrigo Inácio Ribeiro Sá Menezes)

 Resumo: Formado em Filosofia pela Universidade de Bucareste, em 1932, Emil  Cioran (1911-1995) é um pensador e escritor romeno  radicado na França, onde, vivendo em Paris, abandonaria seu idioma materno, adotando o francês como língua de expressão. Como outros autores do século XX, ele é um exemplar notável de dois fenômenos tipicamente modernos, amiúde concomitantes: a… Continue lendo “Do exílio metafísico: existência, escritura e destino em Cioran” (Rodrigo Inácio Ribeiro Sá Menezes)