“Filosofia indumentária” (E.M. Cioran)

Com que ternura e com que inveja se voltam meus pensamentos para os monges do deserto e para os cínicos! Abjeção de dispor do menor objeto: esta mesa, esta cama, estas roupas… O traje interpõe-se entre nós e o nada. Olhe seu corpo em um espelho: compreenderá que é mortal; passe seus dedos sobre as… Continue lendo “Filosofia indumentária” (E.M. Cioran)

“Filosofia indumentária” — Breviário de Decomposição 7.0

Com que ternura e com que inveja se voltam meus pensamentos para os monges do deserto e para os cínicos! Abjeção de dispor do menor objeto: esta mesa, esta cama, estas roupas… O traje interpõe-se entre nós e o nada. Olhe seu corpo em um espelho: compreenderá que é mortal; passe seus dedos sobre as […]… Continue lendo “Filosofia indumentária” — Breviário de Decomposição 7.0

“Filosofia indumentária” (E.M. Cioran)

COM QUE TERNURA e com que inveja se voltam meus pensamentos para os monges do deserto e para os cínicos! Abjeção de dispor do menor objeto: esta mesa, esta cama, estas roupas... O traje interpõe-se entre nós e o nada. Olhe seu corpo em um espelho: compreenderá que é mortal; passe seus dedos sobre as… Continue lendo “Filosofia indumentária” (E.M. Cioran)