Ceticismo como doença da vontade e a niilina russa – NIETZSCHE

Se hoje um filósofo dá a entender que não é cético —espero que tal se tenha subentendido nessa descrição do espírito objetivo —, todos escutam isso com desgosto; observam-no com algum receio, gostariam de lhe perguntar tantas, tantas coisas… sim, entre ouvintes temerosos, tais como existem hoje em quantidade, ele é doravante considerado perigoso. Para… Continue lendo Ceticismo como doença da vontade e a niilina russa – NIETZSCHE

Publicidade

“O niilismo extático como instrumento da Grande política” – Yannis CONSTANTINIDÈS

Cadernos Nietzsche, nr. 22, 2007 Resumo: Ainda se cai no engano de julgar Nietzsche um niilista, não obstante seu esforço para curar o epidêmico “niilismo europeu” através de uma consciente aceleração do curso deste. Somente um niilismo “conseqüente em ação”, extático, será capaz de evitar o perigo do desespero estéril das diferentes formas de “niilismo… Continue lendo “O niilismo extático como instrumento da Grande política” – Yannis CONSTANTINIDÈS