Em busca de um “não-homem”: niilismo, anti-humanismo e mística negativa – Entrevista com Ştefan Bolea (Romênia)

Ştefan Bolea é pesquisador na Faculdade de Letras da Universidade Babeș-Bolyai de Cluj-Napoca, Romênia. Além disso, é editor da conceituada revista literária Apostrof, co-fundador e editor-chefe do e-zine cultural EgoPHobia (www.egophobia.ro). Ştefan Bolea obteve seu segundo doutorado summa cum laude em Literatura Comparada, em 2017 (após um primeiro em Filosofia, em 2012), com uma investigação… Continue lendo Em busca de um “não-homem”: niilismo, anti-humanismo e mística negativa – Entrevista com Ştefan Bolea (Romênia)

“Cioran’s clinamen”: a female Muslim reading – interview with Daria LEBEDEVA

Daria Lebedeva was born in the city of Odessa, Ukraine, and presently lives in Sweden. She obtained a PhD in Philosophy from the Institute of Philosophy and Sociology of the Polish Academy of Sciences, under the supervision of Agata Bielik-Robson, with a thesis about Cioran’s clinamen: a case study of a philosophical influence (2012). It’s… Continue lendo “Cioran’s clinamen”: a female Muslim reading – interview with Daria LEBEDEVA

“O clinamen de Cioran”: uma perspectiva feminina muçulmana. Entrevista com Daria Lebedeva

DARIA LEBEDEVA é ucraniana, nascida em Odessa, e vive atualmente na Suécia. Realizou seu doutorado no Instituto de Filosofia e Sociologia da Academia Polonesa de Ciências (Varsóvia), sob orientação de Agata Bielik-Robson, com uma tese sobre o filósofo romeno de expressão francesa: Cioran’s clinamen: a case analysis of a philosophical influence (2012).[1] Trata-se de uma… Continue lendo “O clinamen de Cioran”: uma perspectiva feminina muçulmana. Entrevista com Daria Lebedeva

Cioran no México, escritas marginais e outros temas: em diálogo com Sigifredo Esquivel Marín | UAZ 🇲🇽

Quando eu era adolescente, estimulava-me o pensamento provocador de Cioran, suas invectivas contra tudo e todos. Agora, me interessa muito mais o Cioran que está atento à complexidade, ambiguidade e estranheza da vida humana, que questiona e critica sem concessões, mas sobretudo o autor que tem piedade e compaixão por ter assumido até suas raízes… Continue lendo Cioran no México, escritas marginais e outros temas: em diálogo com Sigifredo Esquivel Marín | UAZ 🇲🇽

Cioran en México, escrituras marginales y otros temas: entrevista a Sigifredo Esquivel Marín | UAZ 🇲🇽

De adolescente me estimulaba el pensamiento provocador de Cioran, sus invectivas contra todo y contra todos. Ahora me interesa mucho más el Cioran que está atento a la complejidad, ambigüedad y extrañeza de la vida humana, que cuestiona y crítica sin concesiones, pero sobre todo el autor que tiene piedad y compasión por haber asumido… Continue lendo Cioran en México, escrituras marginales y otros temas: entrevista a Sigifredo Esquivel Marín | UAZ 🇲🇽

The Mysterious Origins of the Angel Metatron from the 3rd Book of Enoch | ESOTERICA

Metatron is probably the most powerful and mysterious Angel in Jewish lore. But what are the origins of this being known as the "Lesser Yahweh (יהוה הקתן)" ? In the 5/6th century ce Sefer Hekhalot (Book of Palaces or 3 Enoch), we go on a heavenly journey to the Throne (merkavah) of God with Rabbi… Continue lendo The Mysterious Origins of the Angel Metatron from the 3rd Book of Enoch | ESOTERICA

“Sigmund Freud’s Dream Book” – Harold BLOOM

It could be argued that The Interpretation of Dreams, published late in 1899, has been the most influential single intellectual work of the twentieth century. Unfortunately, Freud’s great book is marred by its scientism, or making a fetish out of science, yet even this flaw has not prevented its lasting triumph as an interpretive model,… Continue lendo “Sigmund Freud’s Dream Book” – Harold BLOOM

“Ne te quaesiveris extra: Bloom, Cioran e a autodependência” – Rodrigo Menezes

Apenas dura aquilo que foi concebido na solidão, diante de Deus, quer sejamos crentes quer não.CIORAN, Do inconveniente de ter nascido, p. 54. Crer em Deus nos dispensa de crer em qualquer outra coisa – o que é uma vantagem inestimável. Sempre invejei os que creem nele, ainda que crer-se Deus me pareça mais fácil do… Continue lendo “Ne te quaesiveris extra: Bloom, Cioran e a autodependência” – Rodrigo Menezes

“The Contingency of Selfhood” – Richard RORTY

As I was starting to write on the topic of this chapter, I came across a poem by Philip Larkin which helped me pin down what I wanted to say. Here is the last part of it: And dace you have walked the length of your mind, what You command is as clear as a… Continue lendo “The Contingency of Selfhood” – Richard RORTY

“John Gray e o equívoco do gnosticismo” – Rodrigo MENEZES

Em A alma da marionete (The Soul of the Marionette, 2015), John Gray dava indícios de compreender equivocadamente o assim-chamado "gnosticismo": a gnose da heresia gnóstica surgida no cristianismo primitivo, nos primeiros séculos da nossa era, e ressurgida na Idade Média, entre os cátaros e outros grupos religiosos sectários. Ele escreve: Hoje em dia, muitas… Continue lendo “John Gray e o equívoco do gnosticismo” – Rodrigo MENEZES