GNOSTICS, by Stephen Segaller (1988)

https://www.youtube.com/watch?v=o9epgcKSWUk&t=211s Gnostics is a film in four parts. A drama-documentary film made by Stephen Segaller, creator/producer of The Wisdom of the Dream. Gnostics was winner of the Gold Medal for religious programs at the 31st New York International Film and Television Festival, 1988. The knowledge of the heart which the gnostics sought went beyond dogma… Continue lendo GNOSTICS, by Stephen Segaller (1988)

“Bogomils: From Satanail to Satan” (Alexander Maistrovoy)

The God Above God, Oct 4, 2020 Dualistic religions did not occur in the steady, stable, and trouble-free states. They acquired strength only in places with an inordinate accumulation of suffering and where the darkness was so deeply condensed that the very earthly existence and all benevolent intentions became pointless. Where God and Satan swapped… Continue lendo “Bogomils: From Satanail to Satan” (Alexander Maistrovoy)

“Um pensamento religioso heterodoxo: Cioran gnóstico”

https://www.youtube.com/watch?v=bUJ1cNVCmu8 "Ninguém pode tornar claro em que consiste a qualidade ou o valor de um sentimento a quem nunca o tenha experimentado. É preciso ter ouvidos musicais para saber o valor de uma sinfonia; é preciso ter estado apaixonado para entender o estado de espírito de um amante. Na faltado coração ou do ouvido, não… Continue lendo “Um pensamento religioso heterodoxo: Cioran gnóstico”

Existentialism, Gnosticism, Nihilism: Culianu on Cioran

Existentialism We will not insist on analyzing the relations between existentialism and Gnosticism established by Hans Jonas. I have already done this elsewhere, in detail (Gnosticismo, pp. 119 sq.). Gnosticism and existentialism resemble the phenomenology of the being-in-the-world, which is "pro-iectation" (Geworfenheit), abandonment, forgetfulness, inauthenticity. But while this condition forms, for the Gnostic, only the… Continue lendo Existentialism, Gnosticism, Nihilism: Culianu on Cioran

De Maistre, Baudelaire, and Original Sin: between Tyranny and Heresy as Radical Liberty (Joseph Acquisto)

"Freedom is the supreme good only for those animated by the will to heresy." Cioran, Syllogismes de l'amertume * The high stakes of any modern or contemporary discussion of original sin immediately become apparent: quickly divorced from questions of belief, original sin becomes the base of a political theology that veers toward tyranny. The authoritarian conclusions fall back, however,… Continue lendo De Maistre, Baudelaire, and Original Sin: between Tyranny and Heresy as Radical Liberty (Joseph Acquisto)

“Há poetas gnósticos?” (Claudio Willer)

Revista Terceira Margem - Programa de Pós-graduação em Ciência da Literatura da UFRJ, vol. 19, no. 31, 2015 Resumo: O presente ensaio retoma o que já escrevi sobre gnosticismo e poesia, e sobre poetas gnósticos. Examina o trânsito entre doutrinas aparentemente opostas, a gnose pessimista e aquela otimista do Corpus Hermeticum. Reconhece que há mais poetas gnósticos;… Continue lendo “Há poetas gnósticos?” (Claudio Willer)

“Aquele que diz sim, aquele que diz não: religiosidade e heresia” – Marília FIORILLO

Revista Estudos de Sociologia, v. 18, n. 34, 2013 RESUMO: Imaginação e religião entronizada são antitéticas. O dogma, cerne das grandes religiões monoteístas, nada mais é que uma diligente e metódica rejeição à curiosidade, autonomia e inventividade. É nesta relação assimétrica entre aquele que ignora, teme e suplica, e o Outro que tudo sabe e… Continue lendo “Aquele que diz sim, aquele que diz não: religiosidade e heresia” – Marília FIORILLO

Profetismo, apocalipticismo, gnosticismo – Harold BLOOM

O gnosticismo, então e agora, em minha opinião, se levanta como um protesto contra a fé apocalíptica, mesmo quando o faz dentro de uma dessas fés, como fez sucessivamente no judaísmo, cristianismo e Islã. A religião profética torna-se apocalíptica quando a profecia falha, e a religião apocalíptica torna-se gnóstica quando o apocalipse falha, como felizmente… Continue lendo Profetismo, apocalipticismo, gnosticismo – Harold BLOOM

“Niilismo, existencialismo e gnosticismo: a hermenêutica existencial de Franco Volpi” – Rodrigo Menezes

A obra de Heidegger, leitor de Nietzsche, apresenta um paradoxo que é o mesmo de boa parte do pensamento contemporâneo: “Nela, com efeito, parecem tocar-se e conviver dois extremos incompatíveis: de um lado, um niilismo radical; de outro, o convite a uma visão inspirada, senão mesmo ao misticismo.”[i] Daí, segundo Volpi, em face dos escritos… Continue lendo “Niilismo, existencialismo e gnosticismo: a hermenêutica existencial de Franco Volpi” – Rodrigo Menezes

Um místico sem absoluto: “Cioran, l’hérétique”, de Patrice Bollon (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

A biografia crítica de Patrice Bollon, Cioran, l’hérétique (1997) não acrescenta muita coisa, no que concerne ao tema da religião e da mística, em relação ao ensaio de Jaudeau (1990) – antes reitera o que já havia sido intuído e apontado pela antecessora (por exemplo, que se trata de um gnóstico sem deus e sem… Continue lendo Um místico sem absoluto: “Cioran, l’hérétique”, de Patrice Bollon (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)