“Amritabindu Upanishad: a gota do néctar da imortalidade” | Corvo Seco

A AmṛtabindÅ«paniá¹£ad é um antigo texto védico contido nos Upanishads. Os Upanishads derivam do mais antigo texto hindu, os Vedas, que formam a base de toda a filosofia do hinduísmo. Através de diálogos entre mestre e discípulo, os Upanishads falam sobre a compreensão da alma humana (Atman) e o caminho para se atingir a realidade… Continue lendo “Amritabindu Upanishad: a gota do néctar da imortalidade” | Corvo Seco

Publicidade

“O esforço é necessário” – Ramana MAHARSHI

Bhagavan Sri Râmana Mahârshi (1879 - 1950), foi um mestre de Advaita Vedanta e famoso santo do sul da Índia, considerado um dos maiores sábios de todos os tempos. https://www.youtube.com/watch?v=EIYzfygYE9k A essência de seus ensinamentos é o Atma Vichara, Self-Enquiry (auto-inquirição, auto-investigação). Seu objetivo é eliminar as falsas ideias sobre o Eu e o ego,… Continue lendo “O esforço é necessário” – Ramana MAHARSHI

“Como controlar os pensamentos?” – PAPAJI

Trechos de gravações em satsangs. Papaji, ou Sri H.W.L. Poonja (1910 - 1997) foi um mestre de Advaita Vedanta discípulo de Ramana Maharshi e mestre de Mooji. Através de sua sabedoria profunda e autêntica Papaji ensinou a auto-inquirição (Atma-Vichara) que envolvia localizar o senso de “eu”, focalizando apenas nisso através de uma investigação direta. https://www.youtube.com/watch?v=PsLu-wd4sRE… Continue lendo “Como controlar os pensamentos?” – PAPAJI

“A mente simples” – Jiddu KRISHNAMURTI

Jiddu Krishnamurti (1895 - 1986) foi um filósofo, escritor, orador e educador indiano. https://www.youtube.com/watch?v=6kcf1rvYMQc Krishnamurti proferiu discursos que envolveram temas como revolução psicológica, meditação, conhecimento, liberdade, relações humanas, a natureza da mente, a origem do pensamento e a realização de mudanças positivas na sociedade global. Constantemente ressaltou a necessidade de uma revolução na psique de… Continue lendo “A mente simples” – Jiddu KRISHNAMURTI

“Da unidade à vacuidade e interdependência de todos os seres no pensamento hindu e budista” – Paulo BORGES

Religare, UFPB, v.13, n.2, dezembro de 2016, p.348-378. Resumo: O objectivo do presente artigo é mostrar o estatuto de todas as formas de vida no pensamento hindu e budista. Enquanto no pensamento hindu predomina a visão da procedência de todos os seres e coisas de uma unidade englobante, simultaneamente transcendente e imanente, no pensamento budista… Continue lendo “Da unidade à vacuidade e interdependência de todos os seres no pensamento hindu e budista” – Paulo BORGES

“O que a religião não é” – John GRAY

A ideia de que a religião é uma questão de crença é uma concepção estreita. Em que Homero "acreditava"? Ou os autores do Mahabharata? O conjunto de tradições a que os estudos ocidentais se referem como "hinduísmo" não apresenta qualquer credo predeterminado, como tampouco a mistura de religião popular e misticismo a que os mesmos… Continue lendo “O que a religião não é” – John GRAY

“O que é Deus?” – KABIR

Um dos maiores místicos da Índia, KabÄ«r (1440 - 1518) foi um dos grandes poetas místicos ou santos-poetas da Índia medieval. Filósofo, igualmente imerso em teologia e pensamento social, música e política. https://www.youtube.com/watch?v=pm9Yfn97YRw Citações e trechos do livro “Ecstatic Poems” de Kabir. Kabir não se definia como hindu, muçulmano ou sufi. Ele desprezava credos, denominações… Continue lendo “O que é Deus?” – KABIR

“As Raízes Hinduístas do Budismo” – Dilip LOUNDO

Numen: Revista de Estudos e Pesquisa da Religião, Universidade Federal de Juiz de Fora, v. 20, n. 1, p. 47-56 Pretendemos, com o presente artigo, evidenciar a inserção civilizacional eminentemente hinduísta da tradição do budismo, cujo contexto originário possui um caráter eminentemente iniciático. A inserção orgânica do budismo no contexto das religiosidades hindus (védicas/purânicas/tântricas) do… Continue lendo “As Raízes Hinduístas do Budismo” – Dilip LOUNDO

“Mas, Cioran, atman ou anatman? Eis a questão” – Rodrigo MENEZES

“Na história há dois fenômenos que representam para mim o ponto mais elevado: a metafísica indiana e a música alemã. […] Se houvesse um processo, no qual o homem fosse acusado, poderia se defender com esses dois fenômenos. Pessoalmente, através da metafísica indiana consegui penetrar mais profundamente nos problemas filosóficos, e, com a música alemã,… Continue lendo “Mas, Cioran, atman ou anatman? Eis a questão” – Rodrigo MENEZES

“Brahman: reconheça o Ser Supremo” – Siddharameshwar MAHARAJ

“De manhã, voltei para a cama e durante meia hora refleti sobre o Vedanta, com o sentimento de tê-lo compreendido ou antes sentido. Pareceu-me que entendi pela primeira vez o sentido do Atman e do Brahman, sua comunicação e também a possibilidade de sua identidade”CIORAN, Cahiers: 1957-1972, p. 873. https://www.youtube.com/watch?v=t-W_qaQRCFw Sri Siddharameshwar Maharaj (1888 -… Continue lendo “Brahman: reconheça o Ser Supremo” – Siddharameshwar MAHARAJ