“O que a religião não é” – John GRAY

A ideia de que a religião é uma questão de crença é uma concepção estreita. Em que Homero "acreditava"? Ou os autores do Mahabharata? O conjunto de tradições a que os estudos ocidentais se referem como "hinduísmo" não apresenta qualquer credo predeterminado, como tampouco a mistura de religião popular e misticismo a que os mesmos… Continue lendo “O que a religião não é” – John GRAY

“O que é Deus?” – KABIR

Um dos maiores místicos da Índia, Kabīr (1440 - 1518) foi um dos grandes poetas místicos ou santos-poetas da Índia medieval. Filósofo, igualmente imerso em teologia e pensamento social, música e política. https://www.youtube.com/watch?v=pm9Yfn97YRw Citações e trechos do livro “Ecstatic Poems” de Kabir. Kabir não se definia como hindu, muçulmano ou sufi. Ele desprezava credos, denominações… Continue lendo “O que é Deus?” – KABIR

“As Raízes Hinduístas do Budismo” – Dilip LOUNDO

Numen: Revista de Estudos e Pesquisa da Religião, Universidade Federal de Juiz de Fora, v. 20, n. 1, p. 47-56 Pretendemos, com o presente artigo, evidenciar a inserção civilizacional eminentemente hinduísta da tradição do budismo, cujo contexto originário possui um caráter eminentemente iniciático. A inserção orgânica do budismo no contexto das religiosidades hindus (védicas/purânicas/tântricas) do… Continue lendo “As Raízes Hinduístas do Budismo” – Dilip LOUNDO

“Mas, Cioran, atman ou anatman? Eis a questão” – Rodrigo MENEZES

“Na história há dois fenômenos que representam para mim o ponto mais elevado: a metafísica indiana e a música alemã. […] Se houvesse um processo, no qual o homem fosse acusado, poderia se defender com esses dois fenômenos. Pessoalmente, através da metafísica indiana consegui penetrar mais profundamente nos problemas filosóficos, e, com a música alemã,… Continue lendo “Mas, Cioran, atman ou anatman? Eis a questão” – Rodrigo MENEZES

“Brahman: reconheça o Ser Supremo” – Siddharameshwar MAHARAJ

“De manhã, voltei para a cama e durante meia hora refleti sobre o Vedanta, com o sentimento de tê-lo compreendido ou antes sentido. Pareceu-me que entendi pela primeira vez o sentido do Atman e do Brahman, sua comunicação e também a possibilidade de sua identidade”CIORAN, Cahiers: 1957-1972, p. 873. https://www.youtube.com/watch?v=t-W_qaQRCFw Sri Siddharameshwar Maharaj (1888 -… Continue lendo “Brahman: reconheça o Ser Supremo” – Siddharameshwar MAHARAJ

“Eu Sou Aquilo” – Nisargadatta MAHARAJ

"Na história há dois fenômenos que representam para mim o ponto mais elevado: a metafísica indiana e a música alemã. [...] Se houvesse um processo, no qual o homem fosse acusado, poderia se defender com esses dois fenômenos. Pessoalmente, através da metafísica indiana consegui penetrar mais profundamente nos problemas filosóficos, e, com a música alemã,… Continue lendo “Eu Sou Aquilo” – Nisargadatta MAHARAJ

“Spiritual Titanism: Indian, Chinese, and Western Perspectives” – Nicholas F. GIER

PREFACE What matters most for India is not so much the salvation of the personality as the acquisition of absolute freedom.—Mircea Eliade In the millennium to come we are meant to become Gods on other planets. This is the great potential of our Divinity.—Gopi Krishna The whole ascetic tradition . . . springs from that… Continue lendo “Spiritual Titanism: Indian, Chinese, and Western Perspectives” – Nicholas F. GIER

“Este Eres Tú” – Arthur SCHOPENHAUER

Los lectores de mi ética saben que en ella el fundamento de la moral se basa en último término en aquella verdad que en los Vedas y el vedanta encuentra su expresión en la fórmula mística tat twam asi (este eres tú), que se pronuncia señalando a cada ser vivo, sea hombre o animal, y… Continue lendo “Este Eres Tú” – Arthur SCHOPENHAUER

“Você é o que você come”: Cioran e a gula livresca

Quem me curará da minha terrível Bildungstrieb1? Meu amor pelos livros, a necessidade que tenho de me 'cultivar', a sede de aprender, de colecionar, de saber, de acumular bagatelas sobre todas as coisas — responsabilizar a quem? Prefiro, por razões de comodidade, colocar esses defeitos na conta de minhas origens: oriundo de uma nação onde… Continue lendo “Você é o que você come”: Cioran e a gula livresca

“O Silêncio que você é” – PAPAJI

“Não há salvação possível fora da imitação do silêncio. Mas nossa loquacidade é pré-natal. Raça de tagarelas, de espermatozoides verbosos, estamos quimicamente ligados à Palavra.”CIORAN https://www.youtube.com/watch?v=0Rq7-Upm6YY Papaji, ou Sri H.W.L. Poonja, (1910 - 1997), foi discipulo de Ramana Maharshi e mestre de Mooji. Ensinou a auto-inquirição (Atma-Vichara) que envolvia localizar o senso de "eu", focando apenas nisso, através de… Continue lendo “O Silêncio que você é” – PAPAJI