“As revelaçÔes da dor” (excerto) – CIORAN

Nos estados depressivos, o homem se sente desligado do mundo, formando uma dualidade irredutĂ­vel. NĂŁo Ă© por isso que tem a sensação de estar sozinho, abandonado, entregue Ă  morte? Por que a dor existe? Seria absurdo responder que sua aparĂȘncia e sua existĂȘncia se justificam porque ela permite compreender o mundo. Se o conhecimento sĂł… Continue lendo “As revelaçÔes da dor” (excerto) – CIORAN

Publicidade

Estar com a verdade… contra ela – CIORAN

Quem refletiu muito sobre a eternidade, a morte, a vida, o tempo e o sofrimento, Ă© impossĂ­vel que tenha um sentimento definido, uma visĂŁo precisa e uma convicção determinada sobre todas essas coisas. SĂł tĂȘm um sentimento definido da morte os que a pensaram e sentiram pela metade; nĂŁo se pode ter uma visĂŁo precisa… Continue lendo Estar com a verdade… contra ela – CIORAN

“Entusiasmo como forma de amor” – CIORAN

O desespero: forma negativa do entusiasmo.CIORAN, O livro das ilusĂ”esEntusiasmo (do grego in + theos, literalmente 'em Deus'), originalmente significava inspiração ou possessĂŁo por uma entidade divina ou pela presença de Deus. Atualmente, pode ser entendido como um estado de grande arrebatamento e alegria. Uma pessoa entusiasmada estĂĄ disposta a enfrentar dificuldades e desafios, nĂŁo se deixando abater e transmitindo confiança aos demais ao seu redor.… Continue lendo “Entusiasmo como forma de amor” – CIORAN

“De inutensĂ­lios e dessantidades: a palavra poĂ©tica em Manoel de Barros e Cioran” – Rodrigo MENEZES

NinguĂ©m Ă© pai de um poema sem morrer.Manoel de Barros Se leio um livro e ele torna o meu corpo tĂŁo frio que nenhum fogo seria jamais capaz de me aquecer, eu sei que aquilo Ă© poesia. Se eu sinto, fisicamente, como se o topo de minha cabeça tivesse sido arrancado, eu sei que aquilo Ă© poesia.Emily Dickinson CIORAN NÃO TEVE a oportunidade de conhecer este gigante, e… Continue lendo “De inutensĂ­lios e dessantidades: a palavra poĂ©tica em Manoel de Barros e Cioran” – Rodrigo MENEZES