“O segundo Cioran e a campanha abolicionista da alma” – Rodrigo MENEZES

Uma das diferenças mais marcantes no pensamento de Cioran na passagem dos escritos romenos aos franceses, apĂłs a Segunda Guerra, Ă© a reação crĂ­tica, em nome da lucidez do espĂ­rito, Ă s ilusĂ”es das quais outrora fizera a apologia (ver O Livro das ilusĂ”es). "IlusĂŁo" se refere, antes de tudo, e fundamentalmente, Ă  ilusĂŁo de profundidade,… Continue lendo “O segundo Cioran e a campanha abolicionista da alma” – Rodrigo MENEZES

Publicidade

“Sobre a gĂȘnese da burrice” – ADORNO & HORKHEIMER

O SÍMBOLO DA INTELIGÊNCIA Ă© a antena do caracol “com a visĂŁo tacteante”, graças Ă  qual, a acreditar em MĂ©fistĂłfeles, ele Ă© tambĂ©m capaz de cheirar. Diante de um obstĂĄculo, a antena Ă© imediatamente retirada para o abrigo protector do corpo, ela se identifica de novo com o todo e sĂł muito hesitantemente ousarĂĄ sair… Continue lendo “Sobre a gĂȘnese da burrice” – ADORNO & HORKHEIMER