Colóquio Internacional Fernando Pessoa & Emil Cioran: Pensadores das Margens da Razão e da Civilização

Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, Lisboa, 9 e 10 de Outubro de 2019 Mês que vem, acontecerá em Lisboa um importante colóquio sobre a filiação Fernando Pessoa-Emil Cioran. O Brasil estará muito bem representado por dois importantes filósofos: José Thomaz Brum (PUC-RJ), tradutor e amigo de Cioran, e Fernando Rey Puente (UFMG), autor de Os… Continue lendo Colóquio Internacional Fernando Pessoa & Emil Cioran: Pensadores das Margens da Razão e da Civilização

“Sobre desastres, escritura fragmentária e outras volúpias: «Notas Soltas para Cioran», de Ricardo Gil Soeiro” – Rodrigo MENEZES

RESENHA DE: Volúpia do Desastre: Notas Soltas para Ciorande Ricardo Gil Soeiro Existe um ponto de vista desde o qual o discurso pedagógico é impossível. O que se consegue ver deste ponto cego do espírito – que aqui chamaremos lucidez –, mais que dizer, apaga o dito; nega inclusive quando afirma – a sua forma… Continue lendo “Sobre desastres, escritura fragmentária e outras volúpias: «Notas Soltas para Cioran», de Ricardo Gil Soeiro” – Rodrigo MENEZES

«La Voluttà del Disastro: Note Sciolte per Cioran». Intervista con Ricardo GIL SOEIRO

ORIZZONTI CULTURALI ITALO-ROMENI - Rivista Interculturale Bilingue, anno IX, febbraio 2019 «L’ESISTENZA, per Cioran, oscilla sempre in questa delicata tensione tra, da un lato, l’assumersi come tragedia incommensurabile e, dall’altro, l’essere messa in prospettiva come una lieve noia, come un tedio che deve essere sopportato…  Ad ogni modo, si tratta sempre (come nel caso di… Continue lendo «La Voluttà del Disastro: Note Sciolte per Cioran». Intervista con Ricardo GIL SOEIRO

Escritas do desastre e outras volúpias: entrevista com Ricardo Gil Soeiro, autor de “Notas Soltas para Cioran” (Labirinto, Portugal, 2019)

Ricardo Gil Soeiro é poeta e ensaísta. Doutorado em Estudos Literários pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, onde é investigador do Centro de Estudos Comparatistas, desenvolve pesquisa sobre literatura comparada, teoria da literatura e estudos pós-humanistas. Organizou e traduziu o volume As Artes do Sentido, de George Steiner (Relógio D’Água, 2017), traduziu Confissões… Continue lendo Escritas do desastre e outras volúpias: entrevista com Ricardo Gil Soeiro, autor de “Notas Soltas para Cioran” (Labirinto, Portugal, 2019)

“Fernando Pessoa e a filosofia. Um diálogo com Emil Cioran e John Gray” – João Maurício Barreiros BRÁS

Resumo: A revista Orpheu é uma publicação ímpar na história cultural Portuguesa, a sua brevidade é sintomática do nosso modo de estar. É contudo sobre Fernando Pessoa que este texto incide. Defendemos que não é possível uma compreensão ampla de Pessoa sem analisar a importância da Filosofia na sua obra. Para sustentar esta afirmação: «Numa… Continue lendo “Fernando Pessoa e a filosofia. Um diálogo com Emil Cioran e John Gray” – João Maurício Barreiros BRÁS

“Emile Cioran e os Equívocos da Filosofia” (João Maurício Barreiros Brás)

Revista Gepolis, Universidade Católica Portuguesa, no. 5, 1998 [Pdf] O objectivo deste artigo consiste em abordar estas questões insignificantes, acompanhados por um pensador, Emile Cioran, que pode servir como exemplo de um tipo de filósofo c filosofia esquecidos. Estamos em presença de um perseguidor incansável da lucidez e do desengano, no sentido daquele que vê,… Continue lendo “Emile Cioran e os Equívocos da Filosofia” (João Maurício Barreiros Brás)

“O pensamento insuportável de Emil Cioran” (João Maurício Barreiro Brás)

Resumo: Cioran é um pensador incontornável do século XX. Pela originalidade do seu pensamento mas também pela recuperação de uma lição antiga. Pensar e viver são inseparáveis. O filósofo funcionário é um pensador estéril. Vive-se e pensa-se sobre o que se vive, e esse pensar retorna à vida, como experiência e promessa de sabedoria. Este… Continue lendo “O pensamento insuportável de Emil Cioran” (João Maurício Barreiro Brás)