“Ninguém sabe que estou aqui”: a Salvação do Belo e a Feiúra do Mundo

Memo é um "memorando" (de onde o seu vistoso casaco amarelo), um lembrete de sua existência inaudita, de sua grande e tímida presença. O protagonista do filme é um baú de tesouros ocultos, uma existência lírica e musical que fora pisoteada, humilhada, violada, desapropriada de si mesma, para que sua bela voz fosse reproduzida nas… Continue lendo “Ninguém sabe que estou aqui”: a Salvação do Belo e a Feiúra do Mundo

Realidade e Irrealidade, ou o “Ecletismo do Sorriso e da Destruição” – Rodrigo MENEZES

Je suis la plaie et le couteau !Je suis le soufflet et la joue !Je suis les membres et la roue,Et la victime et le bourreau !BAUDELAIRE, L'Heautontimoroumenos Si Stavrogin croit, il ne croit pas qu'il croie.S'il ne croit pas, il ne croit pas qu'il ne croie pas.DOSTOIEVSKI, Frères Karamazov Esqueça o Coringa, personagem cinematográfico vulgar,… Continue lendo Realidade e Irrealidade, ou o “Ecletismo do Sorriso e da Destruição” – Rodrigo MENEZES