Cioran şi tradiţia pesimismului: Joshua Foa Dienstag în dialog cu Ciprian Vălcan

Cultura literară, nr. 498 din 18-decembrie-2014 Joshua Foa Dienstag este profesor de Political Science and Law la University of California, Los Angeles.  A publicat volumul Pessimism: Philosophy, Ethic, Spirit, precum şi alte cărţi si articole despre istoria filosofiei politice, film şi postmodernism.  În prezent este  fellow la Center for Advanced Study in the Behavioral Sciences… Continue lendo Cioran şi tradiţia pesimismului: Joshua Foa Dienstag în dialog cu Ciprian Vălcan

“Para que ler?” (Nicolas Cavaillès)

Grande leitor, Cioran parecia assim desmentir seu pessimismo: se ele ainda buscava, devia muito bem permanecer uma sombra de esperança. Mas ele não estava à procura de argumentos salvadores, e sim de irmãos de fatalismo. Por Nicolas Cavaillès Texto publicado no dossiê "Cioran: désespoir, mode d'emploi", Magazine Littéraire no. 508, Maio de 2011 A absurdidade… Continue lendo “Para que ler?” (Nicolas Cavaillès)

“A consciência é uma doença: pessimismo existencial em Camus, Unamuno e Cioran” (Joshua Foa Dienstag)

Do livro Pessimism: philosophy, ethic, spirit. Princeton/Oxford: Princeton University Press, 2006, pp 118-158. Tradução de Rodrigo Inácio Ribeiro Sá Menezes. * Se existem pessoas felizes neste mundo, por que eles não aparecem e gritam com entusiasmo, proclamando sua felicidade pelas ruas? Por que tanta discrição e reserva? - E.M. Cioran No século XX, o pessimismo tem… Continue lendo “A consciência é uma doença: pessimismo existencial em Camus, Unamuno e Cioran” (Joshua Foa Dienstag)