“O risco totalitário entre a língua e a linguagem” – Roland BARTHES

A linguagem é legislação, a língua é seu código. Não vemos o poder que reside na língua, porque esquecemos que toda língua é uma classificação, e que toda classificação é opressiva: ordo quer dizer, ao mesmo tempo, repartição e cominação. Jákobson mostrou que um idioma se define menos pelo que ele permite dizer, do que… Continue lendo “O risco totalitário entre a língua e a linguagem” – Roland BARTHES

“Barthes, Cioran, Bataille et ‘la transcendence’ qui ne cesse de s’écrire… de l’autre à l’absolument autre” (Gabriel Popescu)

Cahiers Emil Cioran - Approches Critiques, VII, Editura Universităţii "Lucian Blaga" (Sibiu); Les Sept Dormants (Leuven), 2006 Argument Inspire par "l'interminable", "l'incessant'" dans la theorisation obsessive de Blanchot -- à observer que la demarche qui suivra se situera dans la trace de l'auteur de l'Espace litteraire sans que, pour autant, elle ait la pretention d'etre… Continue lendo “Barthes, Cioran, Bataille et ‘la transcendence’ qui ne cesse de s’écrire… de l’autre à l’absolument autre” (Gabriel Popescu)