“O silêncio do dândi romeno” – Leda Tenório da MOTTA

Especial para a Folha de São Paulo, Caderno Mais!, 17 de fevereiro de 1995 Com pudor inusual e ironia perfeita, Emil Michel Cioran renuncia à literatura em 1987, no exato momento em que está saindo de um longo anonimato para alcançar o que a muitos só teria aconselhado a continuar: reconhecimento da crítica, prêmios, que invariavelmente… Continue lendo “O silêncio do dândi romeno” – Leda Tenório da MOTTA