“Religión sin Dios” – Byung-Chul HAN

El gran Buda,está absorto y está absortodurante todo el día de primaveraSHIKI De Filosofía del Budismo Zen. Trad. de Raúl Gabás. Barcelona: Herder, 2015. Leitura relacionada: "Cioran, o nascimento e o zen" - Massimo Carloni Hegel, en una lección sobre filosofía de la religión, dice que el objeto de esta es «Dios y nada más… Continue lendo “Religión sin Dios” – Byung-Chul HAN

Publicidade

“Bad Things Happen For a Reason, And Other Idiocies of Theodicy” – Jason BLUM

The Wire, 19 February 2017 The claim that the universe is inherently just implies that those who suffer deserve it. The result is, essentially, a theological form of victim-blaming. For example, the American evangelical preacher Pat Robertson explained the 2010 earthquake in Haiti – which killed between 220,000-316,000 people, and injured another 300,000 – as… Continue lendo “Bad Things Happen For a Reason, And Other Idiocies of Theodicy” – Jason BLUM

“Fogo no Céu” – Susan NEIMAN

A filosofia não faz nenhum segredo disso. A confissão de Prometeu, “Em uma palavra, odeio todos os deuses”, é sua própria confissão, sua própria frase contra todos os deuses celestes e terrenos que se recusam a reconhecer a autoconsciência humana como a suprema divindade — ao lado da qual nenhuma outra deveria existir.— Marx, Dissertação… Continue lendo “Fogo no Céu” – Susan NEIMAN

Grandes documentales: Baruch Spinoza y Gottfried Leibniz | ABC TV Paraguay

En esta edición volvemos a la filosofía con dos grandes exponentes del siglo XVII, ambos contemporáneos y ambos han hecho grandes aportes al pensamiento humano, Baruch Spinoza y Gottfried Leibniz https://www.youtube.com/watch?v=Id0PiSvuvSc

“Por que o ser e não o nada? A Grundfrage em Leibniz, Schelling e Heidegger” – Rossano PECORARO

Argumentos - Revista de Filosofia, Universidade Federal do Ceará (UFC), ano 4, n° 7, 2012 Resumo: Este artigo pretende discutir as diversas reflexões de Leibniz, Schelling e Heidegger sobre a“pergunta fundamental” (Grundfrage) da filosofia: “Por que o ser e não o nada?”Palavras-chave: Ontologia; Nada; Filosofia alemã; Metafísica. Abstract: This article aims to analyze three different… Continue lendo “Por que o ser e não o nada? A Grundfrage em Leibniz, Schelling e Heidegger” – Rossano PECORARO

Sobre a Música no MVR – Arthur SCHOPENHAUER

De fato, embora se possa dizer que a lógica está para o pensamento racional como o baixo fundamental para a música, e, também, em termos menos precisos, que a ética está para a virtude como a estética para a arte, tem-se de notar, em contrapartida, que nunca um artista veio a sê-lo pelo estudo da… Continue lendo Sobre a Música no MVR – Arthur SCHOPENHAUER

“Hacia una revalorización del abordaje filosófico de la nada” (Héctor Sevilla Godínez)

ARIEL - Revista de originales de Filosofía, mayo 2017, p. 39-46. Se realiza un breve recorrido a través de distintas posturas filosóficas y teológicas que han configurado el pensamiento antiguo y moderno. Iniciando con Leibniz y terminando con la propuesta de Mainländer, en un recorrido que abarca del s. XVII al XIX, el artículo ofreceun… Continue lendo “Hacia una revalorización del abordaje filosófico de la nada” (Héctor Sevilla Godínez)

“Beatitude e sofrimento” – Clément ROSSET

Tomo emprestado ao comunicado de Henri Birault, no colóquio Royaumont sobre Nietzsche, em 1964, o termo “beatitude”, para definir o tema central da filosofia nietzschiana. Provavelmente, do mesmo modo, outros termos conviriam: alegria de viver, gáudio, júbilo, prazer de existir, adesão à realidade, e ainda muitos outros. Pouco importa a palavra, aqui é a ideia… Continue lendo “Beatitude e sofrimento” – Clément ROSSET

Schopenhauer, pessimismo filosófico e a recepção brasileira de Cioran: Ciprian Vălcan em diálogo com Flamarion Caldeira Ramos

Entrevista originalmente publicada em ARCA – Revistã lunarã de literaturã, eseu, arte vizuale, muzicã (fondatã în februarie 1990 la Arad), anul XXV, nr. 4-5-6, 2014, e incluída no volume Cioran, un aventurier nemişcat. 30 de interviuri [Cioran, um aventureiro imóvel. 30 entrevistas] (Bucureşti, Editura ALL, 2015), com 30 entrevistas feitas por Ciprian Vălcan com de exegetas de Cioran de todo o mundo, das… Continue lendo Schopenhauer, pessimismo filosófico e a recepção brasileira de Cioran: Ciprian Vălcan em diálogo com Flamarion Caldeira Ramos

“Em que acreditam os ateus?” – Juan Arnau NAVARRO

Gray é um ateu encantado por viver num mundo sem deuses ou com um deus inominável. Mas se declara inimigo do ateu militante que, embora negue sê-lo, é o pior crente de todos, tedioso e pouco inspirador (o nada não precisa de propaganda), e resgata ateus como Santayana, que amava a religião, ou como Schopenhauer,… Continue lendo “Em que acreditam os ateus?” – Juan Arnau NAVARRO