“Só através do coração sabemos que algo muda”: entrevista com Simona Constantinovici sobre o Dicţionar de Termeni Cioranieni (1/3)

“O Dicionário de termos cioranianos se pretende um convite para ler o filósofo de uma maneira diferente, para situá-lo sob uma luz que permita extrair os fascículos da substância mesma das palavras, de sua história ininterrupta, impactando um futuro que permanece, como um predador, à espreita.”Simona Constantinovici Nesta entrevista exclusiva, generosamente concedida ao Portal E.M.… Continue lendo “Só através do coração sabemos que algo muda”: entrevista com Simona Constantinovici sobre o DicÅ£ionar de Termeni Cioranieni (1/3)

“Da dissolução” – Marco LUCCHESI

Revista Filosofia - Ciência & Vida, n. 161, abril 2020. Texto originariamentepublicado no livro Carteiro Imaterial. Editora José Olympio, Rio de Janeiro. Lido por pensadores e escritores modernos, o filósofo romeno é conhecido por suas ideias sobre a morte, o desespero e o vazio. Mas como bem definiu Susan Sontag, o seu filosofar era “pessoal,… Continue lendo “Da dissolução” – Marco LUCCHESI

Poemas de Lucian Blaga

AUTORRETRATO Lucian Blaga está mudo como um cisne. Em sua pátria a neve dos seres tomou o lugar do Verbo. Seu espírito reside em buscar, em muda busca secular, desde sempre, e até ao último lugar. Ele busca a água de que bebe o arco-íris. Ele busca a água, de que o arco-íris bebe sua… Continue lendo Poemas de Lucian Blaga

Ceticismo, fragmento e lucidez: “Emil Cioran. A Filosofia como Desfascinação e a Escritura como Terapia”, de Vincenzo Fiore [pt. 1] (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

FIORE, Vincenzo. Emil Cioran. La filosofia come de-fascinazione e la scrittura come terapia. Piazza Armerina/Enna: Nulla Die, 2018, 187 pp. A Itália é um dos países mais produtivos, atualmente, no que se refere à fortuna crítica cioraniana. Todo ano são publicados novos estudos, produções acadêmicas e editoriais, além de correspondências epistolares inéditas do próprio Cioran.[1]… Continue lendo Ceticismo, fragmento e lucidez: “Emil Cioran. A Filosofia como Desfascinação e a Escritura como Terapia”, de Vincenzo Fiore [pt. 1] (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Diálogos interculturais, Eminescu e Castro Alves, traduções e outros temas: entrevista com Luciano Maia, cônsul honorário da Romênia em Fortaleza

Luciano Maia nasceu na cidade cearense de Limoeiro do Norte, em 1949. Formado em Direito pela Universidade Federal do Ceará e mestre em Literatura Brasileira pela mesma instituição. É autor de mais de vinte livros (poesia, ensaios, contos, traduções): Jaguaribe - memória das águas (1982; traduzido ao romeno, ao espanhol e ao inglês, encontra-se na… Continue lendo Diálogos interculturais, Eminescu e Castro Alves, traduções e outros temas: entrevista com Luciano Maia, cônsul honorário da Romênia em Fortaleza

“Do Conhecimento Religioso: sobre um texto de juventude e sua repercussão na obra posterior” – Rodrigo Inácio R. SÁ MENEZES

Além de um sentimento fundamental da existência, a categoria do religioso designa também um tipo especial de conhecimento, aquele que mais importa para Cioran. Num artigo publicado na Revista Teologică (1932), "A estrutura do conhecimento religioso", o jovem estudante de filosofia na Universidade de Bucareste faz a crítica do racionalismo e afirma a “preeminência do… Continue lendo “Do Conhecimento Religioso: sobre um texto de juventude e sua repercussão na obra posterior” – Rodrigo Inácio R. SÁ MENEZES

“La résurrection de Cioran” (Cristina Hermeziu)

ActuaLitté - Les Univers du Livre, 27/09/2018 PHILOSOPHIE - Peu importe le temps qui passe, on ne se lasse pas de Cioran. Le « dandy du désespoir Â», « l’aristocrate du doute Â» fascine toujours, son œuvre est lue et relue, ses « aveux et anathèmes Â» frappent fort, on est encore subjugués par ses bribes iconoclastes. Né en Roumanie en… Continue lendo “La résurrection de Cioran” (Cristina Hermeziu)

“O espaço miorítico” (Luciano Maia)

DIÁRIO DO NORDESTE, 15 de março de 2014 Poeta e filósofo. Um binômio rico e incômodo. Lucian Blaga (1895-1961) tem a sua obra poética e filosófica ainda pouco conhecida em nosso País. No entanto, toda ela foi traduzida em praticamente todos os países europeus e vários livros seus em países das Américas. A Editora da… Continue lendo “O espaço miorítico” (Luciano Maia)

A poesia de George Popescu, por Marco Lucchesi

CONTEXTO - Revista do Programa de Pós-Graduação em Letras, nº 15 e 16 - 2008/2009, Edufes - Editora da Universidade Federal do Espírito Santo. Núpcias de Cadmo e Harmonia Parte essencial da história da literatura repousa na poética do encontro. Tramada pelos anjos, que movem as letras do livro do mundo, os anjos da cabala,… Continue lendo A poesia de George Popescu, por Marco Lucchesi

“As relações entre ciência e poesia na obra do poeta romeno Ion Barbu. Matemática como jogo” (Virginia Popović)

ALEA, Rio de Janeiro, vol. 16/1, jan-jun 2014, p. 169-178. Resumo: Este artigo analisa as influências do jogo e dos símbolos matemáticos na obra do poeta moderno Ion Barbu, as relações entre ciência e arte em sua poesia, além de propor uma leitura da teoria dos jogos como arte poética. A obra de Barbu é… Continue lendo “As relações entre ciência e poesia na obra do poeta romeno Ion Barbu. Matemática como jogo” (Virginia Popović)