“O louco razoável de Chesterton” – Paulo A. G. de SOUZA

Folha de S. Paulo, Caderno Mais!, 13 de fevereiro 1994 Em artigo intitulado "Chesterton suspende crença na sanidade" (Folha, 26 de janeiro), Marcelo Coelho, ao comentar os paradoxos de Chesterton, confunde dois sentidos do termo "paradoxo" e, com isso, torna sua análise obscura. Pois veja: Quando Chesterton, segundo Marcelo Coelho, nega a crença de que… Continue lendo “O louco razoável de Chesterton” – Paulo A. G. de SOUZA

Publicidade

“Cioran profetiza os fracassos das utopias” (Marcelo Coelho)

Folha de S. Paulo, caderno "Ilustrada", 31 de agosto de 1994 Os pessimistas costumam ser bons profetas. Pessimista profissional, pessimista voluptuoso e maníaco, o escritor francês de origem romena E.M. Cioran é conhecido do público brasileiro pelos seus "Silogismos da Amargura" e pelo "Breviário de Decomposição", ambos publicados pela editora Rocco. Acaba de sair, na… Continue lendo “Cioran profetiza os fracassos das utopias” (Marcelo Coelho)

“A frivolidade de um apóstolo da desilusão”- Marcelo COELHO

Caderno Mais!, Folha de São Paulo, 26 de novembro de 2000 Cioran une petulância e melancolia nos textos de "Exercícios de admiração", que analisa autores como Valéry e Beckett. Em qualquer tempo e em qualquer lugar há motivos de sobra para o pessimismo. Existem épocas, entretanto, em que essa atitude se torna especialmente charmosa e… Continue lendo “A frivolidade de um apóstolo da desilusão”- Marcelo COELHO