“Qual é a ‘verdadeira igreja’?” – Elaine PAGELS

DURANTE QUASE 2 mil anos a tradição cristã preservou e reverenciou os escritos ortodoxos que denunciavam os gnósticos enquanto reprimiam — e destruíam — os escritos gnósticos. Agora, pela primeira vez, certos textos descobertos em Nag Hammadi revelam o outro lado da moeda: como os gnósticos denunciavam os ortodoxos. O Segundo Tratado do Grande Seth… Continue lendo “Qual é a ‘verdadeira igreja’?” – Elaine PAGELS

“Gnosis: autoconhecimento como conhecimento de Deus” – Elaine PAGELS

(…) Tomé lhe diz: “Senhor, não sabemos para onde vais. Como podemos conhecer o caminho?” Diz-lhe Jesus: “Eu sou o Caminho, a Verdade e a Vida. Ninguém vem ao Pai a não ser por mim.” O EVANGELHO DE JOÃO, que contém esse trecho, é um livro notável que muitos gnósticos reclamam a si e utilizam… Continue lendo “Gnosis: autoconhecimento como conhecimento de Deus” – Elaine PAGELS

Gnosticismo e o Evangelho de Tomé: explorações interpretativas – Maria Aparecida de Andrade Almeida & Renan Baptistin Dantas

Relegens Thréskeia, vol.. 6, n. 1, 2017 Resumo: Após oferecer uma contextualização geral sobre o gnosticismo e sua relação com a biblioteca de Nag Hammadi, primeiramente buscaremos explorar a visão de Elaine Pagels – um paradigma nos estudos sobre Nag Hammadi – que enquadra sua análise na dualidade: ortodoxia versus heterodoxia (gnosticismo). Em segundo lugar… Continue lendo Gnosticismo e o Evangelho de Tomé: explorações interpretativas – Maria Aparecida de Andrade Almeida & Renan Baptistin Dantas

“Um Cristo sombrio nos Evangelhos de Nag Hammadi” – Jornal do Brasil, 1975

Uma das primeiras notícias na imprensa brasileira, se não a primeiríssima, sobre a Biblioteca gnóstica de Nag Hammadi, descoberta no Egito 30 anos antes. Há 1600 anos, em cavernas, no Egito, estranhos monges gnósticos escreviam a seu modo o Novo Testamento Dentro do que se poderia chamar uma arqueologia religiosa judaico-cristã, a mais importante descoberta… Continue lendo “Um Cristo sombrio nos Evangelhos de Nag Hammadi” – Jornal do Brasil, 1975

GNOSTICS, by Stephen Segaller (1988)

https://www.youtube.com/watch?v=o9epgcKSWUk&t=211s Gnostics is a film in four parts. A drama-documentary film made by Stephen Segaller, creator/producer of The Wisdom of the Dream. Gnostics was winner of the Gold Medal for religious programs at the 31st New York International Film and Television Festival, 1988. The knowledge of the heart which the gnostics sought went beyond dogma… Continue lendo GNOSTICS, by Stephen Segaller (1988)

“Há poetas gnósticos?” – Claudio WILLER

Revista Terceira Margem - Programa de Pós-graduação em Ciência da Literatura da UFRJ, vol. 19, no. 31, 2015 Resumo: O presente ensaio retoma o que já escrevi sobre gnosticismo e poesia, e sobre poetas gnósticos. Examina o trânsito entre doutrinas aparentemente opostas, a gnose pessimista e aquela otimista do Corpus Hermeticum. Reconhece que há mais poetas gnósticos;… Continue lendo “Há poetas gnósticos?” – Claudio WILLER

“As escrituras gnósticas e as origens cristãs” (Elisa Rodrigues)

Revista Caminhando, v. 11, n. 1 [17], p.19-30, 2010 [2ª ed. on-line 2010; 1ª ed. 2006] RESUMO: O artigo introduz nas características básicas de escritas gnósticas e interpreta a intenção dos seus autores não como oposição radical a tradição judaica e cristã, mas como re-leitura das suas escritas fundantes na base do conhecimento a partir… Continue lendo “As escrituras gnósticas e as origens cristãs” (Elisa Rodrigues)

Aeon Byte: “A Gnostic Creation Myth: the Valentinian Tripartite Tractate” (Cyd Charise Ropp, Ph.D.)

AEON BYTE GNOSTIC RADIO, July 1, 2019 We deal with the fascinating creation myth found in the Nag Hammadi library’s Tripartite Tractate. This Valentinian work provides as many differences as it does parallels to the Sethian cosmologies. Even more, our guest reveals her beautiful visuals that correspond to this gospel, as well as unique insights… Continue lendo Aeon Byte: “A Gnostic Creation Myth: the Valentinian Tripartite Tractate” (Cyd Charise Ropp, Ph.D.)

“Insolência e imaginação” – Marília FIORILLO

O santo ascético e o sábio desapaixonado não são seres humanos completos. Um pequeno número deles poderá enriquecer uma comunidade, mas um mundo composto de tais criaturas morreria de tédio.BERTRAND RUSSELL, Por que não sou cristão Desordenada, tumultuada, mítica, lírica, a dicção gnóstica é mais rica e conturbada que a canônica. Nela, tudo é metáfora… Continue lendo “Insolência e imaginação” – Marília FIORILLO

“O Evangelho de Tomé” – Jean-Yves LELOUP

Introdução A descoberta Decorria o ano de 1945, nos arredores de Nag Hammadi, no Alto Egito, no local do antigo cenóbio de São Pacômio -- um campo como qualquer outro. Dir-se-ia que estava à espera de seu lavrador -- um camponês como qualquer outro. Foi ele quem, ao acaso dos movimentos da charrua, descobriu o… Continue lendo “O Evangelho de Tomé” – Jean-Yves LELOUP