“Paleontologia”, de Cioran: uma meditação ascética sobre a carne e o esqueleto – Rodrigo Menezes

Paléontologie [Paleontologia] é um importante texto no conjunto da obra de Cioran, tanto pelo recorte temático quanto por sua peculiaridade estilística. O ensaio faz parte de Le mauvais démiurge (1969), o sexto livro escrito pelo pensador romeno em língua francesa (ainda inédito em língua portuguesa). Le mauvais démiurge é o quarto livro consecutivo de Cioran… Continue lendo “Paleontologia”, de Cioran: uma meditação ascética sobre a carne e o esqueleto – Rodrigo Menezes

“The Theory of Two Truths in India” – Sonam Thakchoe

Stanford Encyclopedia of Philosophy The theory of the two truths has a twenty-five century long history behind it. It has its origin in the sixth century BCE India with the emergence of the Siddhārtha Gautama. It is said, according to the PitāpÅ«trasamāgama-sÅ«tra, Siddhārtha became a buddha “awakened one” because he fully understood the meaning of the two… Continue lendo “The Theory of Two Truths in India” – Sonam Thakchoe

“Dogma, Dúvida & outras paixões ‘demasiado humanas’: Skandalon-Cioran”

https://www.youtube.com/watch?v=GVAi6kskBeg&t=2007s Cioran angariou bons amigos e boas amigas, leitores e leitoras mais ou menos distantes, e igualmente dedicados, com os quais manteve uma robusta correspondência epistolar. Mas também angariou muitos desafetos, difamadores, detratores e críticos empedernidos, inclusive no Brasil (vide Augusto Frederico Schmidt). O autor romeno de expressão francesa, espírito idiossincrático e excêntrico, é capaz… Continue lendo “Dogma, Dúvida & outras paixões ‘demasiado humanas’: Skandalon-Cioran”

“Nagarjuna e a Fabricação do seu Prestígio pelos Missionários Budistas” (Otávio da Cunha Botelho)

Observador Crítico das Religiões

por Octavio da Cunha Botelho

 Considerações iniciais 

O caso analisado abaixo não é único na história das religiões. Muitos são os exemplos de visionários e de interpretes religiosos que não adquiriram prestígio e influência em sua terra natal, mas, em virtude do trabalho de marketing e de propaganda de missionários, conseguiram um extraordinário prestígio em regiões estrangeiras. O Cristianismo, por exemplo, teve um destino, até certo ponto, semelhante. Os casos como estes são exemplos de como as religiões, em sua maioria, surgem e crescem mais como resultado da persuasão e da propaganda do que de qualquer outra forma de comunicação.  Pois, é grande o número de pessoas que acreditam mais no que os outros dizem ou relatam do que no que elas mesmas são capazes de perceber, sem a intermediação de alguém.

Contrariando o que pregam os adeptos budistas do Mahayana, bem como divulgam os admiradores, Nagarjuna

Ver o post original 7.900 mais palavras

La palabra frente al vacío: Filosofia de Nagarjuna (Juan Arnau)

La vida y la obra del filósofo budista Nagarjuna ha suscitado entre los investigadores académicos occidentales un interés muy peculiar. Desde el momento en que se nos dio a conocer su nombre y algo sobre su pensamiento a través de las muchas huellas que dejó en las tradiciones budistas de Tíbet, Mongolia y el Lejano… Continue lendo La palabra frente al vacío: Filosofia de Nagarjuna (Juan Arnau)

Cioran, les Cahiers et les lectures orientales

[Mars 1967] Selon la doctrine du Bouddha, il existe cinq obstacles au progrès spirituel : la sensualité, la malveillance, l'inertie physique et morale, l'inquiétude et le doute. Tous ces obstacles, je les connais bien; j'arriverais à surmonter les quatre premiers, qu'il me serait impossible d'avoir raison du dernier, le doute chez moi étant le mal… Continue lendo Cioran, les Cahiers et les lectures orientales

“Acerca do budismo, Cioran e filosofia ocidental” (Paulo Borges)

CV - Em que medida um melhor conhecimento da filosofia oriental contribui para a transformação da reflexão filosófica da tradição ocidental? No seu caso, como é que o budismo influenciou o estilo de filosofia que pratica? PB - Conhecer as filosofias orientais – muito diversas entre si – é indispensável para conhecer melhor a própria… Continue lendo “Acerca do budismo, Cioran e filosofia ocidental” (Paulo Borges)

“Um pensamento religioso heterodoxo” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Eu não gostaria de viver em um mundo esvaziado de todo sentimento religioso. Eu não penso na fé, mas nessa vibração interior que, independente de qualquer crença, vos projeta em Deus, e às vezes acima. (Écartèlement) Clément Rosset e Fernando Savater estão de acordo sobre Cioran em ao menos um ponto. Segundo Rosset, o amigo… Continue lendo “Um pensamento religioso heterodoxo” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Filosofia e budismo” (Leonardo Alves Vieira)

KRITERION - Revista de Filosofia Departamento de Filosofia da UFMG Kriterion vol. 57, no. 133 - Belo Horizonte, Jan./Apr. 2016 APRESENTAÇÃO Este número da Kriterion é dedicado ao tema Filosofia e budismo. A proposta inicial desta publicação nasceu em um colóquio sobre as duas verdades, saṃvṛti-satya (verdade convencional) e paramārtha-satya(verdade suprema), nos Versos fundamentais sobre o caminho do meio(mÅ«la-madhyamaka-kārikā = MMK) de Nāgārjuna, realizada… Continue lendo “Filosofia e budismo” (Leonardo Alves Vieira)

“An Indian philosophy of universal contingency: Nagarjuna’s school” (Fernando Tola & Carmen Dragonetti)

The Normal Experience and the Philosophical Study of the Empirical Reality The ordinary experience reveals to us a reality composed of beings and things which present themselves as existing in se et per se, as compact, continuous and unitary, as permanent and as real, i.e. as being such as we perceive them. The Madhyamika school… Continue lendo “An Indian philosophy of universal contingency: Nagarjuna’s school” (Fernando Tola & Carmen Dragonetti)