“Da negação ao despertar” – Monja COEN

Quando algo causa medo, tristeza ou deixa à mostra o nosso desconhecimento, muitas vezes nosso primeiro impulso é negar aquilo que nos traz esse desconforto. ao negarmos a realidade, vivendo como se nada estivesse acontecendo, ela deixa de ser diferente? Da negação ao despertar: ensinamentos da Monja Coen (Papirus 7 Mares, 112 pp., r$ 42,90)… Continue lendo “Da negação ao despertar” – Monja COEN

“Nem ser nem não-ser: o caminho do meio de Nāgārjuna” – Giuseppe FERRARO

A 4ª sessão do Janelas Filosóficas contará com o Dr. Giuseppe Ferraro nos falando sobre a filosofia budista de Nāgārjuna. https://www.youtube.com/watch?v=8owIqjy4EBc A comunicação, intitulada "Nem "SER" nem "NÃO SER": o caminho do meio de Nāgārjuna" faz parte do eixo "Pluralidades Filosóficas" e contará também com a participação do prof. Renato Fonseca e da graduanda em… Continue lendo “Nem ser nem não-ser: o caminho do meio de Nāgārjuna” – Giuseppe FERRARO

Minicurso gratuito: “Não-si e caminho do meio no pensamento do Buda” – Giuseppe FERRARO | UFMG

O curso será dividido em módulos, cada qual dedicado a uma grande tradição religiosa do mundo e ministrado por um(a) professor(a)/pesquisador(a) especialista da área. Cada módulo terá a duração de quatro encontros, durante os quais serão apresentados e discutidos conteúdos mais propriamente filosóficos da religião em pauta. Não se trata de uma apresentação de ciência… Continue lendo Minicurso gratuito: “Não-si e caminho do meio no pensamento do Buda” – Giuseppe FERRARO | UFMG

Novos aforismos temáticos de Cioran: Buda/Budismo

Buda e o budismo: a mais nova seleção de aforismos temáticos, extraídos e dispostos cronologicamente da primeira à última ocorrência dos termos-chave no conjunto da obra de Cioran. Confira aqui a seleção integral (as ocorrências das Entretiens e dos Cahiers serão incluídas posteriormente). Se até o próprio Buda encontrou um subterfúgio para justificar a inutilidade… Continue lendo Novos aforismos temáticos de Cioran: Buda/Budismo

“O pensamento de Nishitani e o Budismo” – Hisao MATSUMARU

O ponto de partida do pensamento de Nishitani Pretendo esclarecer o fundamento daquilo que penso ser o ponto de partida do pensamento presente nas duas obras centrais de Keiji Nishitani (1900-1990), a saber, Shukyo to wa nani ka (O que é a religião) (Nishitani, 1961) e Zen no tachiba (O ponto de vista do Zen)… Continue lendo “O pensamento de Nishitani e o Budismo” – Hisao MATSUMARU

“Paleontologia”, de Cioran: uma meditação ascética sobre a carne e o esqueleto – Rodrigo Menezes

Paléontologie [Paleontologia] é um importante texto no conjunto da obra de Cioran, tanto pelo recorte temático quanto por sua peculiaridade estilística. O ensaio faz parte de Le mauvais démiurge (1969), o sexto livro escrito pelo pensador romeno em língua francesa (ainda inédito em língua portuguesa). Le mauvais démiurge é o quarto livro consecutivo de Cioran… Continue lendo “Paleontologia”, de Cioran: uma meditação ascética sobre a carne e o esqueleto – Rodrigo Menezes

“The Theory of Two Truths in India” – Sonam Thakchoe

Stanford Encyclopedia of Philosophy The theory of the two truths has a twenty-five century long history behind it. It has its origin in the sixth century BCE India with the emergence of the Siddhārtha Gautama. It is said, according to the Pitāpūtrasamāgama-sūtra, Siddhārtha became a buddha “awakened one” because he fully understood the meaning of the two… Continue lendo “The Theory of Two Truths in India” – Sonam Thakchoe

“Dogma, Dúvida & outras paixões ‘demasiado humanas’: Skandalon-Cioran”

https://www.youtube.com/watch?v=GVAi6kskBeg&t=2007s Cioran angariou bons amigos e boas amigas, leitores e leitoras mais ou menos distantes, e igualmente dedicados, com os quais manteve uma robusta correspondência epistolar. Mas também angariou muitos desafetos, difamadores, detratores e críticos empedernidos, inclusive no Brasil (vide Augusto Frederico Schmidt). O autor romeno de expressão francesa, espírito idiossincrático e excêntrico, é capaz… Continue lendo “Dogma, Dúvida & outras paixões ‘demasiado humanas’: Skandalon-Cioran”

“Nagarjuna e a Fabricação do seu Prestígio pelos Missionários Budistas” (Otávio da Cunha Botelho)

Observador Crítico das Religiões

por Octavio da Cunha Botelho

 Considerações iniciais 

O caso analisado abaixo não é único na história das religiões. Muitos são os exemplos de visionários e de interpretes religiosos que não adquiriram prestígio e influência em sua terra natal, mas, em virtude do trabalho de marketing e de propaganda de missionários, conseguiram um extraordinário prestígio em regiões estrangeiras. O Cristianismo, por exemplo, teve um destino, até certo ponto, semelhante. Os casos como estes são exemplos de como as religiões, em sua maioria, surgem e crescem mais como resultado da persuasão e da propaganda do que de qualquer outra forma de comunicação.  Pois, é grande o número de pessoas que acreditam mais no que os outros dizem ou relatam do que no que elas mesmas são capazes de perceber, sem a intermediação de alguém.

Contrariando o que pregam os adeptos budistas do Mahayana, bem como divulgam os admiradores, Nagarjuna

Ver o post original 7.900 mais palavras

La palabra frente al vacío: Filosofia de Nagarjuna (Juan Arnau)

La vida y la obra del filósofo budista Nagarjuna ha suscitado entre los investigadores académicos occidentales un interés muy peculiar. Desde el momento en que se nos dio a conocer su nombre y algo sobre su pensamiento a través de las muchas huellas que dejó en las tradiciones budistas de Tíbet, Mongolia y el Lejano… Continue lendo La palabra frente al vacío: Filosofia de Nagarjuna (Juan Arnau)