“O Canhão” – Léon Bloy

Enquanto escrevo, ouço o canhão. O vento traz seu ruído de muito longe. Embora bastante surdos, os tiros são distintos e digo para mim mesmo que, a cada um, é a morte de um grande número de homens que me é anunciada. É um turbilhão de almas, desoladas ou alegres, que passam a meu lado,… Continue lendo “O Canhão” – Léon Bloy