“Ninguém sabe que estou aqui”: a Salvação do Belo e a Feiúra do Mundo

Memo é um "memorando" (de onde o seu vistoso casaco amarelo), um lembrete de sua existência inaudita, de sua grande e tímida presença. O protagonista do filme é um baú de tesouros ocultos, uma existência lírica e musical que fora pisoteada, humilhada, violada, desapropriada de si mesma, para que sua bela voz fosse reproduzida nas… Continue lendo “Ninguém sabe que estou aqui”: a Salvação do Belo e a Feiúra do Mundo