“Cosmogonia de Delirium Tremens” e a PatogĂȘnese do Humano: Duas Alegorias GnĂłsticas

Dir-se-ia que cabe aos doentes revelar-nos a irrealidade dos sentimentos puros, que essa Ă© sua missĂŁo e o sentido de suas provaçÔes. Nada mais natural, pois neles se concentram e se exacerbam as taras de nossa raça. Depois de haver peregrinado atravĂ©s das espĂ©cies, e lutado com maior ou menor ĂȘxito para nelas imprimir sua… Continue lendo “Cosmogonia de Delirium Tremens” e a PatogĂȘnese do Humano: Duas Alegorias GnĂłsticas