“Schopenhauer: o mundo como tribunal” – Susan NEIMAN

Considerem Schopenhauer um ponto de exclamação. Ele estava fora de sintonia com sua época, um século que via esforçando-se para se livrar de Kant e brindar à saúde de Leibniz (Schopenhauer 1:510). Kant deu expressão metafísica à crise e à fratura. Aqueles que o sucederam buscaram curá-la. Velhos modelos de Providência eram incapazes de sobreviver… Continue lendo “Schopenhauer: o mundo como tribunal” – Susan NEIMAN

“Fogo no Céu” – Susan NEIMAN

A filosofia não faz nenhum segredo disso. A confissão de Prometeu, “Em uma palavra, odeio todos os deuses”, é sua própria confissão, sua própria frase contra todos os deuses celestes e terrenos que se recusam a reconhecer a autoconsciência humana como a suprema divindade — ao lado da qual nenhuma outra deveria existir.— Marx, Dissertação… Continue lendo “Fogo no Céu” – Susan NEIMAN

Evil in Modern Thought: An Alternative History of Philosophy (Susan Neiman)

The eighteenth century used the word Lisbon much as we use the word Auschwitz today. How much weight can a brute reference carry? It takes no more than the name of a place to mean: the collapse of the most basic trust in the world, the grounds that make civilization possible. Learning this, modern readers… Continue lendo Evil in Modern Thought: An Alternative History of Philosophy (Susan Neiman)

“Descartes, Bayle y el escepticismo académico. A propósito de una objeción de Cicerón” – Fernando BAHR

Ingenium. Revista Electrónica de Pensamiento Moderno y Metodología en Historia de las Ideas, Universidad Complutense de Madrid, España, 2016 Resumen: ¿Podría un dios hacer aparecer como verdaderas cosas que son falsas? Esta pregunta que Cicerón formula en las Cuestiones académicas y en el contexto de su objeción al concepto estoico de sabiduría, adquiere una fuerza impensada en… Continue lendo “Descartes, Bayle y el escepticismo académico. A propósito de una objeción de Cicerón” – Fernando BAHR

“Os defensores de Deus: Leibniz e Pope” (Susan Neiman)

Leibniz escreveu que todos condenam a opinião de Afonso de que o mundo poderia ser melhor. Juntava-se à condenação generalizada e se perguntava por que, apesar dela, o mundo dos filósofos e teólogos continha tantos Afonsos modernos. Pois qualquer um que pense que Deus poderia ter feito o mundo melhor e escolheu não o fazer… Continue lendo “Os defensores de Deus: Leibniz e Pope” (Susan Neiman)

“Fogo do céu” (Susan Neiman)

A filosofia não faz nenhum segredo disso. A confissão de Prometeu, “Em uma palavra, odeio todos os deuses”, é sua própria confissão, sua própria frase contra todos os deuses celestes e terrenos que se recusam a reconhecer a autoconsciência humana como a suprema divindade — ao lado da qual nenhuma outra deveria existir. — Marx,… Continue lendo “Fogo do céu” (Susan Neiman)