“Mihail Eminesco” – E.M. Cioran

Este breve ensaio compõe a primeira versão do Breviário de decomposição (1949), o début literário em língua francesa de Emil (doravante E. M.) Cioran, tendo sido excluído da versão final que ganharia, em 1950, o Prix Rivarol para jovens escritores estrangeiros. A versão inicial do Précis, intitulada Exercices négatifs, foi publicada postumamente, em 2005, numa… Continue lendo “Mihail Eminesco” – E.M. Cioran

“Quem escreveu o Breviário de decomposição?” – Nicolas CAVAILLÈS

Tal como foi publicado pela editora Gallimard em 1949, o primeiro livro escrito em francês pelo romeno Emil Cioran, Breviário de decomposição, foi assinado E.M. Cioran, como, aliás, os demais livros franceses que se seguiram; hoje, porém, desde o sucesso de Exercícios de Admiração em 1986, lê-se em muitas das capas das reedições recentes o… Continue lendo “Quem escreveu o Breviário de decomposição?” – Nicolas CAVAILLÈS

O primeiro Cioran francês: Breviário, Silogismos e A Tentação de Existir | 10/07/2021 (ao vivo no YT)

Após uma apresentação biográfica dos anos romenos de Cioran (1911-1937), antes de expatriar-se na França, a próxima live temática abordará o primeiro Cioran francês. Data: 10/07/2021 (sábado)Horário: 18h00 (Brasil)URL de acesso: https://youtu.be/91Nq52wxUzg https://www.youtube.com/watch?v=91Nq52wxUzg Pode-se divisar sucessivas e distintas fases do pensamento de E.M. Cioran, o aclamado escritor de língua francesa. Liliana Herrera discerne dois momentos… Continue lendo O primeiro Cioran francês: Breviário, Silogismos e A Tentação de Existir | 10/07/2021 (ao vivo no YT)

Breviário de Decomposição: livro perigoso e essencial

https://www.youtube.com/watch?v=VMnY3a3IMJA&t=1255s Em 2019, completaram-se 70 anos da publicação do Précis de Décomposition, o livro de estreia (debut) de Cioran como escritor de língua francesa. Qual a importância deste livrinho, conforme o temos, desde 1989, traduzido ao português por José Thomaz Brum? Qual o seu valor, hoje, para além de um mero gosto pessoal, partilhado talvez… Continue lendo Breviário de Decomposição: livro perigoso e essencial

“« Mais qui ose en affronter les suites ? » : Emil Cioran et les rapports entre la vanité, le suicide et l’écriture” (Joseph Acquisto)

Quêtes littéraires nº 8, 2018 Vers le début du Précis de décomposition, Emil Cioran expose le problème de la vanité en deux questions très simples : « Qui n’est pas imbu de la conviction que tout est vain ? Mais qui ose en affronter les suites ? » (2011, p. 45). En quoi l’écrivain cioranien… Continue lendo “« Mais qui ose en affronter les suites ? » : Emil Cioran et les rapports entre la vanité, le suicide et l’écriture” (Joseph Acquisto)

“La storia della ricezione brasiliana di Cioran: 1949-1950” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

Il contributo dello studioso Rodrigo Inácio R. Sá Menezes [1] traccia la storia della ricezione dell’opera di Cioran in Brasile, dalla sua prima menzione giornalistica, agli inizi del 1949. Vengono presi in esame i riferimenti a Cioran nei giornali brasiliani prima della consegna del Premio Rivarol e della pubblicazione di Précis de décomposition, presso Gallimard, e… Continue lendo “La storia della ricezione brasiliana di Cioran: 1949-1950” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Tédio e decomposição” (Augusto Frederico Schmidt)

Há poucos dias aqui nestas colunas citei uma passagem do livro de E. M. Cioran, “Précis de décomposition”, livro que é uma espécie de breviário de desespêro e da negação, escrito por um jovem romeno, um homem que naturalmente viu muitas coisas, que assistiu a essa demonstração Incrível da bestialidade dos seres humanos, a última… Continue lendo “Tédio e decomposição” (Augusto Frederico Schmidt)

“O corpo do desconhecido” (Augusto Frederico Schmidt)

Há um trêcho do livro de Cioran (E. M.) — “Précis de décomposicion”, que é uma espécie de breviário da desesperança, em que êsse pasmoso escritor romeno nos fala do Cristo (e do Cristianismo) como de alguma coisa que está tocando ao seu fim: “Jesus se esvai: não só os seus preceitos corno a sua… Continue lendo “O corpo do desconhecido” (Augusto Frederico Schmidt)

“Doppia ricorrenza nella Giornata di studi in Brasile dedicata a Emil Cioran” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

ORIZZONTI CULTURALI ITALO-ROMENI, n. 12, dicembre 2019, anno IX Il 27 novembre 2019 si è svolta all’Università Federale di ABC [1] (UFABC) la «Jornada Acadêmica – 70 anos do Précis de Décomposition» (Breviário de Decomposição), un miniconvegno organizzato per dibattere l’attualità e l’importanza del Sommario di Decomposizione in occasione dell’anniversario dei 70 anni dalla pubblicazione… Continue lendo “Doppia ricorrenza nella Giornata di studi in Brasile dedicata a Emil Cioran” (Rodrigo Inácio R. Sá Menezes)

“Sobre um empresário de ideias” — Breviário de Decomposição 7.0

Ele abarca tudo, e tem êxito em tudo; não há nada de que não seja contemporâneo. Tanto vigor nos artifícios do intelecto, tanto desembaraço em abordar todos os setores do espírito e da moda – desde a metafísica até o cinema – deslumbra, deve deslumbrar. Nenhum problema lhe resiste, não há fenômeno que lhe seja […]… Continue lendo “Sobre um empresário de ideias” — Breviário de Decomposição 7.0